logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Uma investigação a respeito da intencionalidade do professor em trabalhar valores éticos mediante a leitura de textos
Autor(es): ELISABETH RAMOS DA SILVA, MARIA JOSÉ MILHAREZI ABUD. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave construção de valores, construção de valores, cognição e afetividade
Resumo

Trabalhar a questão da ética e da formação de valores é um dos principais objetivos da escola no que diz respeito ao processo formativo do aluno. Nesse sentido, também as pesquisas em Linguística Aplicada, por considerarem a linguagem como um fator constitutivo nas relações do sujeito com o mundo, não podem desprezar a construção de valores, já que estes estão sempre subjacentes às diversas interações humanas. Assim, partimos das ideias de Vygotsky acerca das relações entre cognição e afetividade, bem como dos pressupostos de Piaget, La Taille, Cortella, entre outros, concernentes à natureza da formação de valores e ao compromisso da escola quanto a esse objetivo. Cremos que, ao trabalhar com a expressão simbólica em textos utilizados na escola, o professor favorecerá a tomada de consciência a respeito dos valores e contravalores da vida cotidiana, e isso pode libertar o sujeito da sua submissão à impulsividade destrutiva. Por esse prisma, a leitura de textos narrativos pode ser um excelente aliado à realização desse objetivo. Assim considerando, realizamos uma pesquisa com 14 professores de língua materna que frequentavam um curso de especialização em Língua Portuguesa, em uma cidade do interior paulista. O objetivo foi investigar se o professor, ao efetuar a leitura de narrativas em sala de aula, tinha conscientemente a intenção de trabalhar os valores éticos presentes nos textos, o que pressupõe a escolha deliberada de determinadas histórias. Para tanto, solicitamos aos sujeitos de pesquisa que respondessem às seguintes questões: Você costuma ler narrativas com seus alunos? Quais narrativas você prefere? Por que você escolhe essas narrativas para ler com seus alunos? Para analisarmos as respostas, utilizamos os construtos da análise de conteúdo de Bardin, que nos possibilitaram interpretar os dados e efetuar inferências mediante o cruzamento das respostas. Constatamos que apenas 4 dos 14 professores revelam a intencionalidade em trabalhar valores éticos mediante a leitura de textos pré-escolhidos. Tais resultados sugerem que, embora a formação de valores seja um objetivo importante da educação, este não se efetiva na ação de ensino, tampouco é um dos componentes que orientam as escolhas docentes referentes aos textos selecionados.