logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Discurso do sucesso: mídia, sujeito e sucesso no Brasil contemporâneo
Autor(es): Thiago Barbosa Soares. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 24/02/2024
Palavra-chave Discurso, Discurso, Sucesso
Resumo

O sucesso é uma forma de “estar” em praticamente todas as sociedades de consumo. É, com efeito, um corte social em que delimita na sociedade os poucos detentores de status. Assim, o problema de trabalho a ser investigado concerne às estratégias discursivas que a mídia desenvolve para difundir o sucesso por seu principal difusor em enunciados linguísticos, isto é, o “sujeito de sucesso”. No geral, pretende-se analisar os sentidos sobre o sucesso e a formação do sujeito de sucesso na sociedade brasileira contemporânea, considerando os discursos que determinam os dizeres e produzem esse sentido no campo da mídia. Para tanto, elegemos um conjunto de edições da revista Caras (primeiro semestre de 2013), os títulos dos livros, como “O Sucesso Está no Equilíbrio (2006)”, “O Sucesso Passo a Passo (2010)” e “O Sucesso de Amanhã Começa Hoje (2011)” e os blogs “Holofote: tudo sobre o mundo dos famosos” e “R7 Entretenimento” de março a abril de 2013. A partir desse corpus, deseja-se compreender também a circulação do discurso de sucesso nos meios não oficializados da mídia, como forma de perceber a recepção de tal discurso, dadas as possíveis posições ideológicas assumidas por seus blogueiros ou avaliações sociais refletidas em postagens. Segundo Payer (2005) o enunciado de sucesso se imprime através de inúmeros textos, e circula de muitos modos, mas, sobretudo através da mídia. Ante isso, adotamos por pressuposto, a partir de Pêcheux (2009 [1975]); (2006 [1983]), Orlandi (1996); (2012), tratar-se o discurso de um efeito de sentidos entre interlocutores. Disso procede a compreensão da relação entre língua e ideologia, “sendo o discurso a materialidade específica da ideologia e a língua a materialidade específica do discurso, com a ressalva de que específico não significa exclusivo” (ORLANDI, 2012, p. 214). Essa noção de discurso se articula com o conceito de formações discursivas de Pêcheux (2009 [1975]). E outra noção com o qual se trabalha nesta investigação é a noção de memória discursiva em que “toda formulação apresenta em seu “domínio associado” outras formulações que ela repete, refuta, transforma, denega ..., isto é, em relação às quais ela produz efeitos de memória específicos” (COURTINE, 2009 [1981], p.104) (grifo do autor). Portanto, deseja-se apreender aspectos importantes da estruturação do discurso midiático, particularmente sua relação com o sucesso; e identificar regularidades discursivas na dispersão do discurso na mídia brasileira frente à temática de pesquisa; além disso, compreender uma formação ideológica emergente, ou seja, a do sucesso.