logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: O efeito persuasivo da integração entre ethos, pathos e logos no discurso da personagem Madre Teresa
Autor(es): FARNEI SANTOS. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 26/02/2024
Palavra-chave Madre Teresa, Madre Teresa, paixão
Resumo

Francesco Scardamaglia e Massimo Cerofolini ao escreverem o roteiro do filme “Madre Teresa”, contam-nos a história missionária de Teresa de Calcutá: sua luta a favor dos pobres, doentes e esquecidos da Índia e os impasses sofridos devido a uma mídia sensacionalista, que se posicionava entre um povo que guerreava por religião e aqueles aproveitadores perniciosos que apresentavam obstáculos às ações filantrópicas de “Teresa de Calcutá”. Nosso objetivo é, pois, demonstrar, por meio do suporte teórico acerca de estudos sobre Retórica, mais precisamente, das paixões aristotélicas, o poder persuasivo da personagem protagonista do drama em análise. São considerados neste trabalho, além de Aristóteles, autores contemporâneos que teorizam a respeito da persuasão, a saber, Meyer, Abreu, Citelli, Figueiredo e outros. Com a pesquisa, buscamos verificar a interferência das emoções humanas nas relações entre as pessoas e observar até que ponto elas podem possibilitar ou impedir o processo de persuasão. Para isso, em termos metodológicos, seguimos as seguintes etapas: transcrição do filme, pesquisa bibliográfica sobre os fundamentos teóricos e, por fim, análise qualitativa do corpus. A análise evidenciou que o discurso da personagem “Madre Teresa” apresenta uma construção coerente no que diz respeito à integração entre os aspectos da trilogia aristotélica: ethos, pathos e logos. Os resultados da análise mostram que o discurso da “santa dos pobres”, marcadamente religioso, constitui uma imagem de Teresa como pastora, com o dom de falar em nome do sagrado, capaz de arrebatar seu rebanho que, quase sempre, acolhia as vontades de Deus reveladas por ela. A protagonista demonstra um grande amor por Jesus, manifestando-o em forma de amizade e confiança, e, em decorrência dessas paixões, reproduz emoções carregadas de valores cristãos, como a piedade frente às crianças, aos velhos desamparados, aos feridos e aos famintos. Já em relação aos personagens que a cercam, a emulação demonstrou ser a paixão mais intensa e a que prevaleceu ao longo do filme, uma vez que, tendo a “Madre” como um modelo a ser seguido, as personagens missionárias davam continuidade ao trabalho idealizado pela “santa”, expressando os mesmos sentimentos nobres por aqueles a quem serviam com favores.