logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: A acessibilidade das construções relativas na aquisição da escrita
Autor(es): Gabriela Maria de Oliveira-Codinhoto. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 02/03/2024
Palavra-chave Oração relativa, Oração relativa, Acessibilidade
Resumo

O objetivo deste trabalho é estabelecer as restrições de acessibilidade das orações relativas (ORs) no processo de aquisição da escrita do português brasileiro, baseadas na Hierarquia de Acessibilidade (HA) de Keenan e Comrie (1977). Segundo esses autores, quanto mais alta a função na hierarquia, mais fácil é o entendimento da relativa e, portanto, mais acessível a categoria gramatical envolvida. Assim, a finalidade deste trabalho é confirmar se as posições mais altas mantêm um grau maior de facilidade de processamento cognitivo que as mais baixas e se essa correlação exerce um papel relevante na aquisição de relativas em situações de aprendizado não natural. A aplicabilidade da HA como hipótese de facilidade de processamento se confirma em evidências obtidas na aquisição da oralidade; com efeito, Perroni (2001) mostra que a maioria das ORs construídas por crianças entre dois e cinco anos retomam referentes na função de Sujeito e Objeto Direto, justamente os graus superiores da HA. Este trabalho propõe uma investigação semelhante, focalizando, entretanto, a aquisição da escrita. Ressalte-se também que (i) o enfoque não se limita aos critérios sintáticos, mas os estende aos semânticos e pragmáticos, o que implica uma discussão teórica da própria formulação da HA; (ii) é relevante para este trabalho responder se as estratégias copiadora e cortadora (TARALLO, 1983) persistem nas primeiras fases de aquisição de escrita como estratégias das posições mais baixas, considerando que essas construções já tenham sido adquiridas oralmente. De acordo com o postulado de Kenedy (2007) de antinaturalidade da relativa-padrão em posições preposicionadas, consideramos como hipótese que essa estratégia é adquirida pela criança apenas em situação de letramento escolar quando se amplia seu contato com a norma culta. Para o desenvolvimento desta pesquisa, são utilizados dados de 14 alunos da primeira série do Ensino Fundamental de duas escolas de São José do Rio Preto, pertencentes ao córpus de textos escritos do Grupo de Pesquisa Estudos sobre a Linguagem, coletados por Capristano (2004). (Apoio: FAPESP - Processo 2013/00065-5)