logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: O ato de denominar nos cordéis e na mídia: efeitos de sentido
Autor(es): Fernanda Moraes D Olivo. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave Denominação, Denominação, Mídia de massa
Resumo

Esta apresentação tem como objetivo compreender os efeitos de sentido produzidos pelo modo como os políticos brasileiros são denominados nos discursos dos cordéis e da mídia de massa impressa. Esta análise é relevante para o desenvolvimento da questão central do meu trabalho de doutorado: compreender, por meio do contraponto entre o funcionamento discursivo da Literatura de Cordel e da mídia impressa, os silenciamentos e as reiterações produzidos e o seu modo de funcionar na relação com o social. Nesse movimento entre o que é reiterado e o que é silenciado está, a nosso ver, um ponto importante para a compreensão da “naturalização do comum”, ou seja, do senso comum. O corpus do trabalho é constituído por notícias que circularam na grande mídia e que tiveram repercussão entre julho de 2010 e julho de 2011, e por cordéis que tratam dos mesmos assuntos. Para este trabalho específico, vamos selecionar apenas notícias e folhetos que falam sobre a política no Brasil. As análises do corpus em questão são baseadas no dispositivo teórico-metodológico da Análise de Discurso de perspectiva materialista, fundada por Michel Pêcheux na década de 60, a qual busca compreender, por meio de uma análise não subjetiva, o funcionamento do discurso e seus efeitos de sentido. Pensando no ato de denominar, será fundamental levar em conta as condições de produção dos discursos e o conceito de formação discursiva. Tratando-se de dois materiais com particularidades específicas, é fundamental considerar o que pode e deve ser dito tanto nos jornais quanto nos cordéis sobre os políticos e sobre a política brasileira. Conforme afirma Lagazzi, em seus trabalhos recentes, a materialidade do objeto de análise significa na produção de sentidos. Desse modo, devemos considerar, para analisar a questão da denominação, as particularidades do cordel e da mídia, ou seja, devemos levar em conta toda a poética e o ritmo do cordel, assim como considerar a busca pela objetividade e o grande poder de circulação da mídia.