logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Orações concessivas introduzidas por “a pesar de” e “a pesar de que” no espanhol peninsular falado: uma visão discursivo-funcional
Autor(es): Bárbara Ribeiro Fante. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 24/02/2024
Palavra-chave Concessão, Concessão, Espanhol falado
Resumo

Este trabalho visa descrever as orações concessivas no espanhol peninsular falado à luz da teoria da Gramática Discursivo-Funcional (HENGEVELD; MACKENZIE, 2008) introduzidas pelos nexos a pesar de e a pesar de que, a fim de verificar em que nível e camada propostos por essa teoria tais orações atuam. A pesar de e a pesar de que são duas das conjunções prototípicas no que diz respeito à expressão da concessão em espanhol (MATTE BON, 1995, p. 212). Para Bosque e Demonte (2000), elas se distinguem morfossintaticamente, pois a pesar de introduz tanto sintagmas nominais quanto orações de infinitivo, como exemplificado, respectivamente, em: A pesar de ella, consegui quedarme con los niños e A pesar de salir tan tarde, llegamos a tempo. Já a pesar de que encabeça orações com formas verbais finitas, como em: A pesar de que me he tomado ya varias pastillas, no siento ninguna mejoria. Tendo em vista tais diferenças, o objetivo desta pesquisa consiste em analisar quais são as marcas morfológicas, sintáticas e pragmáticas dessas orações à luz da perspectiva discursivo-funcional sob a hipótese de que há uma diferença semântico-pragmática entre as conjunções a pesar de e a pesar de que, e que essa diferença está relacionada aos níveis e camadas propostos pela GDF. Os resultados parciais indicam que as orações introduzidas por a pesar de que tendem a ocupar as camadas mais altas do Nível Representacional e Interpessoal, sendo, nessa ordem, a do Conteúdo Proposicional e do Ato Discursivo. Já os sintagmas introduzidos por a pesar de correspondem às Propriedades Configuracionais, no Nível Representacional. Para descrever as orações propostas, utilizaremos, neste estudo, os seguintes fatores: níveis e camadas de atuação da oração principal; níveis e camadas de atuação da oração concessiva; modo verbal da oração concessiva; ordenação da oração concessiva com relação à principal: anteposta ou posposta. O universo de investigação consiste no corpus do projeto PRESEEA (Proyecto para el Estudio Sociolinguístico del Español de España y de América), que reúne inquéritos representativos do mundo hispânico e sua variedade geográfica e social. (Apoio: FAPESP - Processo 2013/20839-5)