logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: A tradução de literatura fantástica: um exercício reflexivo sobre o emprego do léxico mais frequente em contos traduzidos na direção espanhol-português
Autor(es): Celso Fernando Rocha. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 01/03/2024
Palavra-chave Estudos da tradução, Estudos da tradução, Léxico e tradução
Resumo

Esta comunicação apresenta a análise de um corpus paralelo formado por dois contos, de David Roas (2007; 2010), originalmente escritos em espanhol Tránsito e Das Kapital, e por suas respectivas traduções “Trânsito” e “Das Kapital”, realizadas por uma tradutora falante nativa do espanhol (fluente em português) e um falante nativo do português (com fluência em espanhol). No que diz respeito à metodologia de trabalho, cada tradutor realizou sua tradução individualmente e, após cotejo, uma terceira versão foi gerada e enviada ao autor dos contos. Analisamos os textos traduzidos pelos dois tradutores mencionados e a terceira versão lida por David Roas, focando no uso dos vocábulos mais frequentes e suas implicações semânticas nos contextos dos contos analisados. Com relação à compilação dos dados, os contos em espanhol foram transformados em arquivos eletrônicos e os dados referentes aos textos foram extraídos por meio do programa WordSmith Tools e das ferramentas wordlist e concord. A primeira foi utilizada para extração das listas de palavras e estatísticas de todos os textos e a última para extração da listagem contendo o nódulo de busca acompanhado de seu respectivo contexto. Os resultados apontam para a importância de um trabalho de tradução pautado no diálogo e na observação do léxico por meio de ferramentas computacionais. Também abre espaço para reflexão sobre uma pedagogia da tradução baseada em corpus ao explorar, de maneira mais abrangente, as variações tradutórias apresentadas pelos dois tradutores. Podemos mencionar também que o processo de construção de uma leitura (e da terceira versão final) foi mais efetivo durante as discussões em conjunto e ao se fazer uso do instrumental teórico-metodológico oferecido pela Linguística de Corpus. Tal instrumental fez com que o trabalho de reestruturação de parágrafos e reflexão sobre realidades linguísticas em língua portuguesa e em língua espanhola fosse realizado de maneira mais sistemática.