logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Narrativas em blogs: dizeres sobre (homos)sexualidade
Autor(es): Gustavo Grandini Bastos. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 02/03/2024
Palavra-chave Blog, Blog, Discurso
Resumo

Ancorados na Análise do Discurso de filiação francesa (ORLANDI, 2007; PÊCHEUX, 1997), procuramos realizar a análise dos discursos e sentidos acerca de relatos de sujeitos-homossexuais masculinos publicados em blogs do tipo diário eletrônico acerca do processo de assumir publicamente sua orientação sexual para outros sujeitos, principalmente os membros da família, observando as marcas de homofobia no processo de recepção da notícia por esses sujeitos, sendo nosso objetivo analisar tais narrativas observando quais marcas são naturalizadas nesse processo e qual imagem que esses sujeitos possuem dos homossexuais. O corpus da pesquisa é composto por recortes provenientes de dez blogs, obtidos por meio de uma criteriosa seleção do material, inicialmente composto por quarenta e cinco blogs, sendo que os recortes foram realizados com base em critérios estabelecidos durante o processo de realização da pesquisa, tais como: ser escrito em português, possuir atualização permanente e possuir narrativas relacionadas ao processo de inscrição para outros sujeitos da sua orientação sexual. A multiplicidade marca os discursos acerca da homossexualidade em nossa sociedade (BORRILLO, 2010; FERRARI, 2011; MOTT, 2001), já que não existe um sentido único, fechado, visto que ele depende da posição na qual o sujeito discursivos está inscrito, a quais Formações Discursivas ele está filiado, bem como pela ação da memória discursiva e da ideologia, que propiciam o entendimento de determinados sentidos como inquestionáveis (ORLANDI, 2007). O intuito de trabalhar com os (novos) espaços discursivos da rede eletrônica e as Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) é o de analisar como ocorre a produção de dizeres e sentidos em condições de produção específicas, nas quais temos a naturalização de que é possível inscrever quaisquer enunciados nesses espaços discursivos. A rede eletrônica propicia o contato do sujeito-navegador com diversas redes de dizer, espaços opostos, contraditórios e similares que continuamente se unem ou desvinculam em que é possível ver a tensão permeando a constituição discursiva. Concluímos, destacando que as narrativas expostas pelos sujeitos nos espaços discursivos da internet, especificamente os blogs, encontram vozes de filiação ou rompimento, nos quais outras narrativas são expostas em uma construção contínua e acessível aos sujeitos-navegadores que acessarem essas páginas e aos que, também, desejarem escrever suas experiências.