logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: A construção da imagem na poesia de Emily Dickinson
Autor(es): Emony Bartalini Felisardo Gonçalves. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 01/03/2024
Palavra-chave Emily Dickinson, Emily Dickinson, imagem
Resumo

Este trabalho da área de literatura norte americana estuda a imagem nos poemas de Emily Dickinson, com o intuito de observar elementos disfóricos e analisar as impressões que o emprego desses elementos causa no poema. Entre os poemas de análise observaremos J764Presentiment – is that long Shadow – on the Lawn”, J670 “One need not be a Chamber – to be Haunted” levando em consideração críticos como: Alfredo Bosi (1977), Salvatore D’ Onofrio (1933), Thomas Johnson (1965) e Antonio Candido (2006). O principal objetivo é levantar hipóteses sobre o uso desses elementos disfóricos que, através da imagem, despertam sensações associadas a valores negativos, e também fazer possíveis conexões entre a época que a poetisa viveu e a influência que sua escrita sofreu. O trabalho trata ainda de questões que polemiza a poetisa como, por exemplo, o uso do branco, e levanta hipóteses dessa presença em seus poemas. A pesquisa tem como função acrescentar e aprimorar conhecimentos sobre Emily Dickinson e sua obra. Análises e estudos nos indicam que mesmo sendo uma poetisa muito estudada na América do Norte, a luz dessa escrita ainda não alcançou em grande proporção o Brasil, os nossos estudos nas teorias e análise dos poemas, nos instigam a tentar desvendar a história e as palavras dessa escritora que com seus poemas nos toca profundamente. O estudo da construção da imagem nos poemas de Emily Dickinson nos proporciona campos de visões diferentes e amplia o número de hipóteses que podem ser levantadas a partir da análise do poema, o contato com o estudo da imagem nos permite obter maior compreensão do texto, pois torna possível a conexão com a verossimilhança nele construída. O que sabemos é que a poesia de Emily Dickinson além da imagem tem vários outros elementos que a torna complexa e instigante para quem encontra em sua escrita um modo diferenciado de observar diversos campos e proporções em sua poesia.