logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: A escritura de um efêmero: aspectos da releitura da obra baudelairiana em Une histoire de bleu, de Jean-Michel Maulpoix
Autor(es): Erica Milaneze. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 01/03/2024
Palavra-chave poesia contemporânea, poesia contemporânea, lirismo crítico
Resumo

No diversificado e rico cenário da poesia francesa dos últimos trinta anos, o lirismo crítico expressa um prolongamento das tendências de recuperação da escritura lírica iniciada por volta dos anos 80 do século XX, correspondendo a uma reação ao predomínio da experimentação e da abstração na poesia produzida pelas vertentes neo-vanguardistas dos anos 60 e 70, que legaram o lirismo para segundo plano a favor da literalidade. Neste contexto, os ensaios críticos e as obras poéticas de Jean-Michel Maulpoix (1952) são representativos do lirismo crítico, especialmente Une histoire de bleu (1992). Em Une histoire de bleu, o poeta exterioriza sua interioridade e efetua uma reflexão acerca de seus sentimentos, dúvidas, crenças, ao mesmo tempo em que questiona a realidade exterior e a linguagem poética. Por meio do motivo da cor azul, que adquire nas diversas pequenas prosas que compõem a obra um sentido polissêmico – é a cor do céu, do mar, do amor, da morte, da melancolia, do olhar, do ideal, da religiosidade, etc. –, o poeta constrói uma rede complexa de reflexões que lhe permite dar conta de suas vivências e experiências. Na verdade, o poeta se coloca em Une histoire de bleu como um ser efêmero que, consciente de sua condição de ser finito em trânsito durante sua breve vivência na realidade terrena e da definitiva impossibilidade de atingir o Ideal, permanece no entre-deux contemporâneo, buscando criar laços profundos com o real prosaico pela escritura. Assim, Une histoire de bleu revela uma releitura dos pensamentos e das obras de Charles Baudelaire, em consonância com as formulações críticas de Maulpoix, que se confessa herdeiro do poeta da modernidade, claudicando entre o contexto sociocultural do extremo contemporâneo e a tentação por uma evasão intemporal na natureza. De fato, a reflexão das ideias baudelairianas nos ensaios críticos e nas obras poéticas de Maulpoix se revela extremamente complexa e multifacetária, sendo que é em Baudelaire que o poeta contemporâneo encontra a gênese de uma escritura que faz do lirismo um lugar crítico. Pretendemos, então, analisar alguns aspectos da releitura efetuada por Jean-Michel Maulpoix em Une histoire de bleu da obra baudelairiana, a fim de compreender seu papel nos mecanismos de construção do lirismo crítico no interior do texto, bem como a influência do pensamento do poeta da modernidade no projeto estético do autor contemporâneo.

(Apoio: FAPESP – Processo 2012/12671-4).