logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Desenvolvimento profissional: oficinas de formação sobre o ensino da produção textual
Autor(es): Ana Luzia Videira Parisotto. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Formação docente, Formação docente, Pesquisa colaborativa
Resumo

Torna-se essencial observar as demandas da sociedade como parâmetros para o desenvolvimento das atividades escolares. Não obstante a formação não pode mais ser vista como capaz de dotar as pessoas de uma bagagem fixa de conhecimentos a serem utilizados por toda a vida. Há que se pensar em uma formação de base, voltada para o favorecimento da flexibilidade e adaptação exigidas, considerando-se o contexto desafiador de superação das desigualdades. As pesquisas acerca da formação de professores mobilizam vários profissionais, não só os da área da educação, mas também os linguistas, já que a pertinência desse tema reside na sua estreita relação com o sucesso ou o fracasso escolar. Nesse sentido, foi desenvolvido um projeto de pesquisa-intervenção que objetivou, por meio da análise documental e da adoção de uma abordagem construtivo-colaborativa, tendo o questionário e as narrativas escritas como principais instrumentos de coleta de dados, avaliar as contribuições de um programa de desenvolvimento profissional construído e implementado no contexto da escola para melhoria do ensino e da atuação de professores e gestores. O estudo foi desenvolvido em uma escola pública de Educação Básica, localizada em um bairro periférico considerado como sendo de exclusão social, no município de Presidente Prudente/SP e envolveu pesquisadores de duas universidades paulistas. A partir dos resultados da investigação geral instituiu-se um recorte na totalidade dos dados, destacando aqueles relativos ao ensino da produção de texto. Realizaram-se oficinas de formação, considerando os conteúdos elencados pelos professores como necessários e urgentes para serem trabalhados, bem como outros que surgiram após a tabulação e apresentação dos resultados do questionário, cujos temas versaram sobre: língua, linguagem, leitura, produção textual, texto, coesão e coerência textuais, dificuldades relacionadas ao ensino do texto, avaliação de texto, dentre outros. Os resultados apontam que os docentes pesquisados apresentam desconhecimento de importantes padrões de textualidade e reforçam a importância das ações realizadas em serviço, ou seja, no local e no horário de trabalho do professor. (Apoio: CNPq – processo 400819/2010-4)