logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Empréstimo semântico e decalque: confrontos e contrastes
Autor(es): Vito Cesar de Oliveira Manzolillo. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 01/03/2024
Palavra-chave Empréstimo, Empréstimo, Decalque
Resumo

Em princípio, é possível afirmar que um termo constitui um signo linguístico de caráter monossêmico e monorreferencial. No entanto, uma consulta, ainda que superficial, a textos de diferentes autores facilmente revelará que nem sempre isso acontece na prática. Frequentemente, não se diz a mesma coisa acerca de fatos analisados sob a mesma denominação. O contrário também se verifica, isto é, noções descritas de forma bastante semelhante (ou até mesmo idêntica), às vezes são batizadas de modo diverso. Diferenças cronológicas ligadas ao período de atuação dos estudiosos bem como sua filiação a correntes teórico-metodológicas distintas são fatores que podem, de alguma maneira, explicar os comportamentos previamente mencionados. Como afirmam Dubois et al. (1973: 8), “a necessidade para cada escola, senão para cada linguista, de afirmar uma originalidade muitas vezes menor leva a propor novos termos que só se distinguem dos antigos ou dos das outras escolas por sua forma e não por seu conteúdo”. Além disso, Viaro (2011: 21), lembra que “a falta de uma sistematização terminológica acaba transformando muitas considerações pertinentes em demérito. O que conta, na prática, é a corrente em voga, normalmente esquecida por outra, mais influente, que surge a seguir.” O autor (2011: 22) prossegue: “Sem termos fixos e suas definições, é impossível saber se dois autores tratam do mesmo assunto ou não e naturalmente surge uma proliferação de termos desnecessários”. Essa falta de unidade terminológica foi igualmente abordada por Câmara Jr. (2004: 102), para quem, tal situação ocorre em função de “certo pedantismo exibicionista, muito encontradiço nos estudos linguísticos urbe et orbe, onde já se disse que há a epidemia dos termos novos”. Nesse sentido, examinar o conceito de decalque e de empréstimo semântico, importantes termos pertencentes ao âmbito dos estudos lexicológicos, tendo por base a concepção de autores como Ieda Maria Alves, Antônio Pio de Assumpção Jr., Nelly Carvalho, David Crystal, Lois Deroy, Vittore Pisani e Antônio José Sandmann, constitui o objetivo central desta comunicação.