logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Referenciação e semioses não-verbais: breves considerações
Autor(es): Thaís Ludmila da Silva Ranieri. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave referenciação, referenciação, sociocognição
Resumo

Sob a influência dos estudos da sociocognição dentro da Linguística de Texto, houve uma repaginada dentro dos estudos voltados para o processo de referenciação. O texto, tendo em vista a sua natureza multissemiótica, passou a ser concebido como uma entidade multimodal em que os elementos verbais não se agregam aos não-verbais, mas são elementos constitutivos da entidade textual em seu processo de produção e de progressão textual, seja na modalidade escrita ou na oral da língua (BENTES, RAMOS, ALVES FILHO, 2010). Em virtude dessas premissas, a referenciação, como vários autores vêm chamando atenção (MONDADA, 2005; BENTES e RIOS, 2005; CUSTÓDIO FILHO, 2011), não se estabelece como uma atividade crivada no plano textual, mas ativa elementos de semioses diversas em seu processo. Por conseguinte, percebemos que não são apenas os elementos verbais que podem ser referenciados dentro do texto, mas os sujeitos referenciam qualquer elemento não-verbal - tal como a música, o figurino, o cenário, as cores – presente em suas interações (RANIERI, 2013). Dessa forma, estamos diante de um fenômeno – a referenciação – que precisa ser repensado dentro da proposta assumida pelos estudos da Linguística Textual em que não só o texto passa a ser visto como um elemento multimodal, mas também que o processo de progressão referencial também se dá dentro dessas condições. Em vista disso, o presente trabalho tem por objetivo levantar algumas reflexões em torno do estudo da referenciação, tendo por base o olhar para os aspectos multimodais e colaborativos necessários para se estabelecer a progressão referencial. Para tanto, recortamos nossa investigação e tomamos como objeto de análise de tais fenômenos o gênero comentário online. Para isso, o nosso corpus é composto por comentários que foram postados no site Youtube a partir da visualização do videoclipe da música Acelaraê da cantora Ivete Sangalo e por trechos dos shows realizados pela artista no Madison Square Garden em Nova Iorque para divulgação de seu DVD em 2010. Nossos resultados permite-nos mostrar que a referenciação não se dá somente do verbal para o verbal, mas vimos que todas as semioses são ativadas e passam a atuar como objetos-de-discurso.