logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: O evento narrado: espaço e tempo em narrativas de estudantes cegos e com baixa visão
Autor(es): JOÃO RICARDO MELO FIGUEIREDO. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Sociolinguística, Sociolinguística, Deficiência Visual
Resumo

Este trabalho apresenta uma análise sociolinguística (Labov, 1972) e funcionalista (Givón, 1985) da variação entre o Presente Histórico e o Pretérito Perfeito (Weinrich, 1968; Comrie, 1976; Câmara Jr., 1977; Schiffrin, 1981; Fleischman, 1990; Siva-Corvalán, 2001; Castilho, 2010; Figueiredo, 2012). Foram realizadas 36 entrevistas no padrão laboviano a fim de se coletar textos narrativos para o estudo do fenômeno variável em tela. Os informantes, todos cegos ou com baixa visão, estudantes do Instituto Benjamin Constant, no Rio de Janeiro, foram regularmente distribuídos entre deficiência visual, gênero/sexo e escolaridade. Obteve-se um total de 3798 dados, sentenças no texto narrativo dentro das quais ocorre a variação entre o Presente Histórico e o Pretérito Perfeito. Correlacionou-se às variantes dois grupos de fatores: um relativo ao espaço da narrativa, o outro, ao tempo. Para o primeiro, os fatores correspondentes foram: escola, família e entorno da escola. Para o segundo, foram: atual, 1 a 3 anos da data da entrevista e mais de 3 anos da data da entrevista. Desta forma, se acredita ser capaz de constituir um panorama do evento narrativo levando em consideração peculiaridades dos informantes cegos e com baixa visão. A situação ímpar destes falantes faz com que a relação de proximidade deles com o evento narrado, através do uso do Presente Histórico e o distanciamento, do uso do Pretérito Perfeito (Fleischman, 1990), evidenciem a ocorrência de uma variante em detrimento da outra, constituindo possíveis relações sociais destes indivíduos com o espaço e o tempo, como se observa nos resultados deste trabalho. Espaço e tempo são fundamentais no texto narrativo, pois é necessário um local para o evento, assim como um momento para que a trama ocorra. Tendo as narrativas sido extraídas de entrevistas labovianas, assume-se que as mesmas representam eventos com espaço e tempo definido. Procura-se, assim, a relação de proximidade do falante, através do uso das variantes em estudo, com os diferentes espaços e tempos em destaque neste trabalho.