logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Discursos sobre a leitura na constituição da imagem do ator político no Brasil
Autor(es): Luzmara Curcino Ferreira. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 25/02/2024
Palavra-chave MÍDIA E POLÍTICA, MÍDIA E POLÍTICA, POLÍTICOS BRASILEIROS
Resumo

Na política são várias as formas de construção da autoimagem. Com vistas a convencer grupos muito heterogêneos de eleitores, e muitas vezes distantes do ponto de vista espacial, socioeconômico, etário, religioso, cultural etc., produzir a identificação, gerar empatia e convencer os eleitores da capacidade de representá-los, é necessária, por parte dos políticos, uma atenção especial em relação aos modos de produção de sua imagem pública, sobretudo quando os agentes midiáticos de diversas ordens atuam incisivamente nessa promoção de uma imagem, favorável ou não ao político. Algumas competências que se espera desse representante do povo são quase sempre reiteradas em processos eleitorais ou durante o exercício do cargo político quando se visa a construir (ou desconstruir) a sua imagem, tais como ter poder de decisão, assumir a responsabilidade, dar o exemplo etc.. Outras, por sua vez, são menos comuns e ‘mais genéricas’, mas por sua possibilidade de substituir ou de representar metonimicamente essas competências que tradicionalmente se esperam de um líder, são evocadas e exploradas na sua promoção ou na sua descredibilização. Uma dessas competências é a prática de leitura. Por meio da análise de um heterogêneo conjunto de textos disponíveis na internet, de origens e gêneros diversos, mas cujo objetivo comum é construir (ou desconstruir) a imagem de líderes políticos explorando suas representações como leitores (ou como não-leitores), refletiremos sobre o funcionamento peculiar de discursos sobre a leitura no âmbito da política. Buscaremos levantar e analisar dadas representações dos sujeitos políticos em relação ao exercício (ou não) dessa prática cultural, tal como manifestos nesses textos diversos, de modo a refletir sobre a origem e a força desses discursos sobre a leitura, as quais não coincidem com sua enunciação, antes, estão intrinsecamente ligadas a sua condição de dizer socio-histórico e culturalmente delimitado, ou seja, submetido a uma ordem do discurso que, há muito e de forma variável de uma cultura a outra, sustenta dizeres, crenças e práticas sobre o que é ser líder e sobre o que é ser leitor. Para tanto, e subsidiados teoricamente pela Análise de Discurso e pela História Cultural da leitura, analisaremos textos que articulam certas representações da leitura e do leitor à figura e às ações de três políticos brasileiros em situação de liderança, a saber, dos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luis Inácio Lula da Silva e da atual presidente Dilma Rousseff.