logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Obras terminográficas: definição conceitual de áreas afins
Autor(es): MÁRCIO ISSAMU YAMAMOTO. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 02/03/2024
Palavra-chave Linguística Histórica, Linguística Histórica, obras terminográficas
Resumo

A construção de dicionários terminológicos demanda um tratamento metodológico diferente daquele das obras lexicográfica. O objeto de uma obra terminográfica é o vocabulário especializado, registro de termos “em nível das normas de universo do discurso” (BARROS, 2004, p.63). O objetivo deste trabalho é apresentar a metodologia adotada na construção de um dicionário bilíngue português-inglês na área de Linguística Histórica – LH-, trabalho este embasado na Teoria Comunicativa da Terminologia – TCT – de Cabré (1993) e envolvendo as subáreas da Etimologia, Filologia e Filologia Românica. Atualmente a LH é uma área crescente devido às contribuições recebidas da Arqueologia, Antropologia, Biologia, Genética e também aos avanços tecnológicos na área computacional. Esse dicionário, denominado Vocabulário Técnico – VoTec –, será disponível em formato digital on-line (FROMM, 2007). Os corpora usados para extração de termos e contextos para criação do banco de dados são arquivos da área acadêmica, tais quais artigos científicos, dissertações, teses ou livros nas subáreas previamente mencionadas, cujo tamanho final é de um milhão de palavras nas duas línguas. Os arquivos são de acesso público, baixados em formato pdf e salvos em formato txt a partir de sites específicos da internet. De acordo com a classificação proposta por Viana (2011, p. 30), esses corpora classificam-se como: especializado, escrito, sincrônico, contemporâneo, estático, bilíngue não paralelo e de primeira língua. Como parte da metodologia usada, trataremos do aspecto de construção da definição dada aos termos. A definição é construída a partir de contextos definitórios e explicativos (AUBERT, 1996) oriundos dos corpora. Privilegiam-se os contextos mais recorrentes que, posteriormente, são organizados no padrão GPDE (gênero próximo, diferença específica), partindo de hiperônimos para hipônimos. Por ser uma obra bilíngue em contraste, os contextos usados para construção das definições dos termos são diferentes, logo a obra em língua portuguesa difere da de língua inglesa, apesar de tratarem do mesmo conceito. Selecionados os termos e construídas as definições, o dicionário será disponibilizado publicamente, objetivando atender principalmente aos profissionais da Linguística, Tradução, História e áreas afins.