logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: A escola itinerante do MST, sob a ótica de Sebastião Salgado: uma análise semiótica
Autor(es): Terezinha Coelho de Souza. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 01/03/2024
Palavra-chave Semiótica, Semiótica, sentido
Resumo

O artigo apresenta a imagem de uma escola itinerante, captada pelas lentes do fotógrafo Sebastião Salgado, que faz parte do Acervo fotográfico sobre o MST. A foto pertence à série: Trabalhadores, Terras e Êxodos, que tem em comum o olhar original do autor sobre o cotidiano dos povos excluídos e as desigualdades sociais, temáticas que o consagrou como um dos melhores fotojornalistas da atualidade. Na imagem é possível perceber os elementos que a compõem e que leva o observador a pressupor o simulacro de uma escola. Há uma série de figuras que constroem esse simulacro de uma sala de aula e que nos remete ao tema educação. Assim também como as diversas figuras que denotam o tema terra e que serão demonstrados ao longo do texto. Vale ressaltar que, para que possamos compreender melhor como se dá a figurativização n imagem, analisamos os procedimentos utilizados pelo enunciador de modo a construirmos um simulacro de produção do discurso, ou seja, refizemos o percurso gerativo de sentido, que nos possibilitou depreendermos o tema que se encontra revestido por cada figura. Para essa análise utilizou-se como suporte teórico a semiótica greimasiana, por meio das linhas teóricas de Diana Luz Pessoa de Barros e José Luis Fiorin. A análise demonstra que a figurativização e tematização orientam o enunciatário na construção de um sentido. Mas para isso, é necessário o conhecimento prévio sobre o tema abordado na imagem, de modo a estabelecer sentido ao seu contexto e à realidade que o cerca. Este trabalho visa investigar se essa imagem configura uma escola itinerante e como estão encandeadas as figuras que colaboram para a construção dos sentidos no processo da significação. Sabemos que as imagens possuem um papel muito importante na produção dos significados, por isso, buscou-se demonstrar a realidade de uma escola itinerante a partir da análise de uma fotografia que a retrata de modo tão real, uma vez que o visual para a semiótica possui as mesmas características que são comuns para a linguagem verbal.