logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: A construção da identidade na rede: formas de subjetivação na contemporaneidade
Autor(es): Eliane Righi de Andrade. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave identidade social , identidade social , discursos na virtualidade
Resumo

Este trabalho que se insere num projeto de pesquisa institucional visa a promover a reflexão sobre os modos contemporâneos de construção da subjetividade e discutir como esses modos articulam-se aos processos de produção das identidades por meio dos discursos que constituem o sujeito, particularmente tendo como foco dizeres produzidos em diferentes discursos disponíveis em sites online relacionados às manifestações sociais que ocorreram no ano passado. Este estudo, portanto, constrói-se sob uma perspectiva discursiva da linguagem, em que a língua é a forma do sujeito se dizer no mundo, condicionada pelos fatores históricos, sociais e culturais que o envolvem, tendo as novas tecnologias como um dos elementos mais marcantes na construção dos discursos que permeiam esse sujeito. Metodologicamente, fazemos uso da Análise do Discurso de linha francesa como dispositivo analítico, fundando os gestos de interpretação na materialidade linguística e nas condições de produção do discurso, e teoricamente utilizamo-nos, ainda, de alguns conceitos da psicanálise relacionados à noção de sujeito e da teoria foucaultiana sobre os modos de subjetivação. Trabalhando com dizeres produzidos em gêneros virtuais diversos, buscaremos apresentar alguns gestos de interpretação sobre o material, relacionando-os às condições de produção do discurso, caracterizadas por um momento histórico social em que o sujeito encontra-se imerso em práticas linguísticas e sociais produzidas também no mundo virtual, as quais constituem seu modo de se dizer no mundo e, portanto, sua identidade social. Investigaremos, assim, as representações que emergem do dizer do sujeito em redes sociais, por meio da seleção de recortes discursivos que serão escolhidos de textos disponíveis na rede, tais como postagens, comentários, compartilhamentos de outros sites e blogs, relacionados às manifestações que ocorreram ao longo dos meses de junho a setembro de 2013, a fim de refletir sobre como o sujeito se constitui identitariamente nas redes sociais virtuais, como se expressa e, enfim, se essa identidade forjada no virtual tem consequências sobre o mundo real, visando a uma ação social transformadora.