logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Os valores modais da construção ‘tener queÂ’ no espanhol peninsular
Autor(es): Ana Luiza Ferancini Nogueira. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave tener que, tener que, funcionalismo
Resumo

Hengeveld (2004), levando em consideração uma perspectiva funcionalista da linguagem, propõe uma classificação das modalidades tomando por base dois critérios principais: o alvo da avaliação (parte do enunciado que é modalizada ou escopo da modalização), e o domínio semântico da avaliação (que se refere à perspectiva a partir da qual a avaliação é executada). Com relação ao alvo da avaliação, as modalidades podem ser orientadas para o participante, para o evento ou para a proposição. Já com relação ao domínio semântico, as modalidades podem ser classificadas em facultativas, deônticas, epistêmicas, volitivas e evidenciais, conforme proposta do autor. Os valores modais tratados por Hengeveld (2004) podem ser expressos a partir de diversas formas linguísticas, como verbos (tanto os auxiliares quanto os plenos), adjetivos, advérbios e locuções adverbiais (Cervoni, 1989; Neves, 1996, 2006). Dentre essas formas de lexicalização das modalidades, interessa-nos, principalmente, a construção ‘tener que’ em espanhol, que tem sido objeto de investigação dentro da área dos estudos funcionalistas (Olbertz, 1998; Olbertz e Gasparini-Bastos, 2013) e pode funcionar como modo de expressão de alguns dos valores modais propostos por Hengeveld (2004). Dado o caráter polissêmico dessa construção, o presente trabalho tem por objetivo investigar os possíveis valores expressos por ‘tener que’, tomando como base os critérios para a classificação das modalidades propostos por Hengeveld (2004), ou seja, a partir do domínio semântico e do alvo da avaliação (modalidade orientada para o participante, para o evento ou para a proposição). Além disso, investigaremos alguns elementos contextuais que estimulam o aparecimento de uma ou outra modalidade, como as características do sujeito do enunciado, considerando-se os traços de agentividade e animacidade, o tempo e modo verbais da construção. Serão utilizados, para o levantamento das ocorrências, dados de língua falada do espanhol peninsular das cidades de Alcalá de Henares e de Granada, retirados do projeto PRESEEA (‘Proyecto para el estudio sociolingüístico del español de Espana y de América’).