logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Trabalhadores protagonistas em estudos linguísticos: alguns resultados do grupo LinTrab
Autor(es): Maria Juliana Horta Soares. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave Trabalhadores protagonistas, Trabalhadores protagonistas, Discurso literário
Resumo

O objetivo principal deste trabalho é apresentar resultados de pesquisas acerca de algo pouco frequente nos estudos linguísticos brasileiros – o trabalho humano como tema, e os trabalhadores como personagens protagonistas. São pesquisas realizadas por integrantes do LinTrab – Grupo de Estudos em Linguagem, Trabalho, Educação e Cultura, que há cerca de cinco anos reúne semanalmente professores e estudantes de graduação e pós-graduação na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais (FALE/UFMG). Como ressaltam os coordenadores do grupo, “o trabalho humano consolida hábitos, valores, crenças – cultura, enfim, veiculada por muitas linguagens, entre elas a verbal, inclusive a verbal literária.” (FARIA et al, 2011, p.8). Daí a importância de se estudar o tema e conferir destaque aos personagens trabalhadores. As atividades do LinTrab, de ensino, pesquisa e extensão, desenvolvem-se a partir de teorias e métodos de estudos linguísticos iniciados sobretudo por M. M. Bakhtin, B. Brait, J.-P. Bronckart, P. Charaudeau, J. L. Fiorin, R. Jakobson, D. Maingueneau e V. N. Voloshinov. Partindo de tais referências, desde 2009 os pesquisadores do grupo estudam textos de diferentes gêneros, entre eles jornalístico, literário, histórico e educacional, sempre com foco na temática do trabalho e nos trabalhadores. Para ilustrar um pouco desta trajetória, trazemos duas produções do grupo, publicadas tanto em edições impressas quanto em edições eletrônicas, disponíveis gratuitamente na internet. A primeira, Poemas brasileiros sobre trabalhadores: uma antologia de domínio público (2011), seleciona textos desde Gregório de Mattos (1636-1696), passando por Tomás Antônio Gonzaga (1744-1810), Machado de Assis (1839-1808), Castro Alves (1847-1871) e Cruz e Souza (1861-1898), entre outros autores, para traçar um breve panorama de poetas brasileiros que desde o século XVII trouxeram trabalhadores como protagonistas em seus versos. Lima Barreto: artigos, cartas e crônicas sobre trabalhadores (2012), por sua vez, revisita textos do autor que também escreveu sobre personagens do povo, entre eles os operários do início do Brasil republicano. Lima Barreto foi um dos que se posicionou ao lado desses personagens e contra os poderosos – motivo pelo qual passou décadas marginalizado na cultura brasileira, incluindo a cultura escolar, que não lhe confere o devido espaço até os dias de hoje. No seminário, pretendemos apresentar, a partir dessas antologias, uma visão geral do trabalho que vem sendo desenvolvido pela equipe, destacando aspectos teóricos e metodológicos relativos à produção dessas duas obras.