logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Contribuições da teoria bakhtiniana do discurso para o ensino de literatura
Autor(es): Mayra Pinto. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 23/02/2024
Palavra-chave ensino de literatura, ensino de literatura, enunciado concreto
Resumo

Esta comunicação - parte do projeto de pós-doutorado Uma abordagem teórico-metodológica bakhtiniana do acervo literário do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE)/2013 para o ensino médio – procura demonstrar a pertinência de alguns conceitos da teoria bakhtiniana do discurso para o ensino de literatura. No trabalho com literatura em sala de aula, se quisermos enfrentar os males da sua escolarização inadequada (SOARES, 2011), é importante compreender conceitos como dialogismo, que contribui para abordar as diferentes camadas estilísticas e axiológicas próprias dos discursos artísticos em geral, não só do literário. Trabalhar didaticamente com a noção da “construção dialógica” do discurso literário significa poder formar um leitor que percebe os matizes polissêmicos do texto, que pode construir interpretações sobre ele de acordo com sua visão de mundo e seus conhecimentos, que pode fazer com certa segurança apreciações “estéticas e/ou afetivas” e elaborar “apreciações relativas a valores éticos e/ou políticos” (ROJO, 2004). Sob a perspectiva de uma análise axiológica, cerne da teoria bakhtiniana do discurso, é preciso entender que a comunicação se dá por meio do enunciado concreto que compreende duas partes: a parte percebida ou realizada em palavras e a parte presumida – o horizonte espacial e ideacional compartilhado pelos falantes; sua característica distintiva é que estabelece uma miríade de conexões com o contexto extraverbal da vida (BAKHTIN; VOLOSHINOV, 1976). A parte presumida do enunciado concreto engloba o que o teórico russo chama de “avaliações sociais básicas”, que faz parte de distintos grupos sociais - um julgamento de valor, parte das avaliações sociais básicas, muitas vezes pode nem fazer parte do conteúdo do discurso, antes disso, esse julgamento “determina a própria seleção do material verbal e a forma do todo verbal” (BAKHTIN, 1976, p. 7). A compreensão do conceito de enunciado concreto, portanto, contribui para que o professor perceba a questão da ideologia sob o ponto de vista bakhtiniano – tudo o que envolve a visão de mundo e sua escala de valor. Essa noção permite perceber os valores, positivos e negativos, que atravessam todos os discursos e os constituem como discursos pertencentes às mais diferentes vozes sociais. Com um bom domínio sobre a questão ideológica, como parte intrínseca de qualquer discurso, o professor poderá contribuir para criar um olhar crítico de seu aluno, o que, em tempos de uma cultura de massa avassaladora e tão presente no cotidiano das classes populares, é fundamental.