logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Entre a imagem e suas discursividades: a incidência da memória discursiva
Autor(es): Greciely Cristina da Costa. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 23/02/2024
Palavra-chave memória discursiva, memória discursiva, discurso
Resumo

Partindo do pressuposto de que a memória discursiva incide sobre a formulação de dizeres como uma “espécie de repetição vertical, em que a própria memória esburaca-se, perfura-se antes de desdobrar-se em paráfrase” (PÊCHEUX, 1999: p. 53), objetivamos explicitar, neste trabalho, de que modo ela funciona e é acionada na relação entre a imagem e suas discursividades. Situando essa relação num campo de repetições, disjunções, divisões, regularizações, retomadas e deslocamentos engendrado pelo trabalho da memória, buscamos compreender gestos de interpretação que significam uma imagem a partir de uma filiação à memória discursiva. Gestos que trazem à tona o movimento de sentidos entre a paráfrase e a polissemia, entre o dito, o já-dito, o silenciado e o esquecido. Com efeito, trazemos para a análise um gesto de interpretação produzido em uma oficina de fotografia dirigida a crianças moradoras do Núcleo Residencial Eldorado dos Carajás, periferia de Campinas. Em uma das sessões, foram apresentadas aos participantes da oficina - atividade desenvolvida no âmbito do Projeto Barracão - algumas fotos e essas foram comentadas por eles. À medida que uma foto era apresentada, um dizer sobre ela era enunciado fazendo intervir traços da exterioridade constitutiva do discurso. Observamos então que a cada imagem visualizada na relação com o comentário sobre ela, o sujeito dava início a um processo de significação acionado pela memória discursiva, pois à imagem um sentido se colava ou se desprendia por meio da descrição, da definição, da caracterização, da indistinção enunciadas. Com isso, em nossa análise, explicitamos que ao dizer sobre a foto, o sujeito ao mesmo tempo em que atribui um sentido à imagem, inscreve-se em uma formação discursiva, ocupa uma posição. Propomos, portanto, com esse trabalho refletir sobre o funcionamento da memória discursiva face à discursividades de imagem e à constituição de sujeitos e sentidos em dadas condições de produção.