logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Práticas de letramento em contextos multilíngues: uma questão de formação
Autor(es): Adriana Dalla Vecchia. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave Ensino de Português, Ensino de Português, Letramentos
Resumo

As práticas escolares de letramento em contextos multilíngues no Brasil ainda apoiam-se na ideologia linguística hegemônica (MOITA LOPES, 2013), colocando a escrita em língua portuguesa como superior, tratando a língua como una e pura, entre outros aspectos, evidenciando preconceitos linguísticos e identitários em relação aos sujeitos multilíngues e bilíngues. Nesse sentido, tais práticas podem ter implicações na aprendizagem escolar e tolher o desenvolvimento do multilinguismo ou bilinguismo desses sujeitos por serem trabalhadas a partir do ideal do monolinguismo. Partindo desse dado inicial e, considerando que os resultados da dissertação de mestrado (DALLA VECCHIA, 2012) evidenciaram que muitos alunos obtêm um bom desempenho em Exames oficiais de língua alemã, o que, entretanto, não ocorre com a língua portuguesa, propôs-se um projeto de pesquisa de doutoramento cujo objetivo geral é investigar as práticas de letramento em língua portuguesa de uma escola situada no contexto multilíngue Schwowisch/ Hochdeutsch/ Português de Entre Rios – Guarapuava/PR. O trabalho analisará dados resultantes da observação de práticas de interação em sala de aula de Língua Portuguesa, buscando observar se as ações apoiam-se e co-constroem a ideologia linguística hegemônica, e se, por consequência, evidenciam preconceitos linguísticos em relação aos sujeitos multilíngues e bilíngues. A discussão e análise de dados serão feitas a partir das novas tendências de estudos sobre letramentos (GEE, 2000; STREET, 1999, 2003, 2010), trabalhos que entendem estes como práticas sociais os quais devem levar em conta a diversidade de culturas, inclusive as culturas escritas, de línguas e de variedades em uma mesma língua, o multiculturalismo e o multilinguismo. Traz-se, também, para a discussão, teóricos aplicados cujos olhares estão voltados para o ensino em ambientes bi/multilíngues (MAHER, 2007; CAVALCANTI, 1999; KRAMSCHI, 2012). A investigação proposta desse modo tende a contribuir para desvelar como se constitui esse contexto multilíngue brasileiro e como alunos multilíngues desse contexto atuam no processo de compreensão e interpretação em língua portuguesa e, por consequência, como o ensino de línguas deve ser diferenciado para atender contextos de diversidade no Brasil, além de questionar a formação do professor que atuará também nesses contextos.