logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Uma forma arquitetônica por trás da organização e reorganização do Facebook
Autor(es): KATIA SAYURI FUJISAWA. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave Multiletramentos, Multiletramentos, Rede social
Resumo

A fase atual da globalização tem como grande diferencial a internet, que, segundo o United Nations Report on Human Development (1999, p. 29 apud KUMARAVADIVELU, 2006, p. 131), está mudando a paisagem do mundo comprimindo o espaço-tempo e fazendo as fronteiras desaparecerem. Essas mudanças alteram os âmbitos do trabalho, da vida cívica e da vida pessoal, domínios em que os alunos precisam estar capacitados para atuarem de maneira crítica e consciente. Para tanto a proposta do Grupo Nova Londres é a Pedagogia dos Multiletramentos pela qual os alunos devem aprender a ler o mundo criticamente e atuar de maneira ativa. Multiletramentos, conceito que abarca as multimodalidades e o multiculturalismo, é chave para pensar criticamente a presença das várias modalidades em nossas práticas sociais e participar de tanta diversidade cultural que se encontra tanto localmente como através da internet. O Facebook, um site de rede social com 73,5% da audiência das redes sociais (outubro/2013), em que se escolhe como se autorrepresentar através de um perfil (de pessoa, de instituição ou de grupo), aumenta o número de conexões sociais, que não seria possível na vida off-line (Recuero, 2009), possibilitando entre essas conexões trocas de enunciados multimodais e o encontro com identidades diversas. Nos dez anos de existência do Facebook, foi possível acompanhar várias alterações na organização/disposição de seu conteúdo no leiaute da página, além de outras mudanças, como exemplo, a forma de interação entre os usuários e com conteúdos postados por eles. A forma como o Facebook se organiza e se reorganiza extrapola o conceito de gêneros de discurso, possibilitando a circulação de vários gêneros em sua estrutura, não podendo ser classificado como um gênero. Assim sendo, recorremos ao conceito de arquitetônica de Bakhtin, não devendo ser confundido com o conceito de forma composicional. A forma arquitetônica é singular do objeto e não pode ser transferida completamente para a obra externa, mas envolve métodos composicionais, a presença de um peso axiológico, valores cognitivos e éticos, o que orienta a escolha da forma composicional mais adequada. A forma arquitetônica não se realiza independente da forma composicional. Assim, nosso propósito é, a partir dos conceitos de multiletramentos e arquitetônica compreender essa forma de realização de uma rede social da internet.

Agência de fomento: CNPq