logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Poder e apoder nas redes sociais: as identidades dos atores educacionais
Autor(es): Maria de Fátima Silva Amarante. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave discurso, discurso, identidade
Resumo

Vivemos um tempo em que o “Homo sapiens tornou-se Homo ecranis”, como dizem Lipovetsky e Seroy (2008). Estamos imersos em um processo em que todas as esferas de nossas vidas são remodeladas pelas novas tecnologias, marcando a passagem do mass media para o self media, em que imperam as trocas descentralizadas baseadas na Rede. As redes sociais, por exemplo, são hoje o principal lócus de comunicação tanto na esfera pessoal quanto na profissional, servindo a relações de amizade, de serviços, de consumo. Assim, as redes sociais são lócus de um jogo discursivo para cujo funcionamento a interação é vital, ou seja, espaços em que nossa identidade e a de nossos interlocutores são construídas pelo e no discurso. Uma vez que a disseminação das redes sociais como modo otimizado de comunicação e manutenção de relacionamentos pessoais e profissionais é incontestável e, recentemente, chegou às salas de aulas, propusemo-nos a analisar as representações e as práticas identitárias constituídas em e por discursos sobre a utilização de redes sociais, em processos de ensino/aprendizagem. A perspectiva teórico-metodológica adotada foi a da Análise de Discurso de linha francesa, que propiciou mapear as representações de ensinar e aprender que afloram nestes discursos bem como analisar as práticas identitárias por elas e nelas implicadas, e apresentar considerações sobre se e em que medida a transmutação de redes sociais em espaços de interação para ensino/ aprendizagem contribui para a constituição de um novo regime de governamentalidade nas relações educacionais. Tratou-se, portanto, de pesquisa de cunho qualitativo-interpretativista e transdisciplinar, em que analisamos a materialidade linguística do discurso selecionado à luz de suas condições de produção. O corpus foi delimitado a discursos midiático-digitais sobre redes sociais e ensino/aprendizagem produzidos entre 2007 e 2013. Cremos que os resultados desta pesquisa fornecem elementos que propiciam melhor compreensão das identidades dos sujeitos educacionais contemporâneos e, assim, podem contribuir, em especial, para o planejamento de ações educacionais no interior de cursos de licenciatura. De modo geral, podem gerar reflexão de formadores de professores e futuros professores, que se defrontam ou irão se defrontar com o desafio que as redes sociais, enquanto ferramentas de ensino/ aprendizagem, configuram.