logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Proposta lexicográfica e diferenças sufixais: o caso dos adjetivos em português e italiano
Autor(es): William Tacone Bergamini. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Adjetivos, Adjetivos, Lexicografia
Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo geral estudar os adjetivos, tanto na língua portuguesa quanto italiana e seus sufixos de forma a visualizar as diferenças existentes entre as duas línguas, no que se refere à derivação sufixal “–(á)vel” e “-(í)vel” no português, e os equivalentes no italiano: “–(a)bile” e “(i)bile”. Durante o desenvolvimento desta pesquisa, consideramos, de acordo com Bechara (2001, p.142-143), o adjetivo como “uma classe de lexema que se caracteriza por constituir uma delimitação, isto é, por caracterizar as possibilidades designativas do substantivo, orientando delimitativamente a referência a uma parte ou um aspecto do denotado”. Segundo o autor, nas línguas flexivas, a estrutura constitucional dos adjetivos é formada na combinação “de um signo lexical expresso pelo radical com signos morfológicos expressos por desinências e alternâncias, ambas destituídas de existência própria dessas combinações” (BECHARA, 2001, p. 142-143). Já em Borba (2010) que os sufixos citados acima, tanto em português quanto em italiano, conferem ao corpus de nosso estudo, os adjetivos, o traço semântico de possibilidade. Temos como base a Lexicologia e a Lexicografia. A primeira é a ciência que se encarrega de estudar o léxico, concebido como o conjunto de palavras (vocábulos) que uma língua possui e estão submetidas às regras da gramática da mesma língua, e por ser parte constituinte da mesma, está em constante modificação por meio do tempo, enquanto novas palavras são incorporadas, outras deixam de ser usadas. Já a segunda ciência em que nos baseamos, a Lexicografia, é definida por ser a responsável pela descrição desse léxico e pelo fornecimento das bases para a reflexão e para a confecção de dicionários. Assim, intencionamos concretizar o segundo objetivo de nossa pesquisa: a elaboração de um vocabulário bilíngue português-italiano de adjetivos com sufixo “–(á)vel” e “-(í)vel”, no português, e “–(a)bile” e “(i)bile”, em italiano, por meio da apresentação de exemplos e as traduções dos mesmos em língua portuguesa. A partir deste estudo oferecemos nossa proposta de pesquisa lexicográfica, composta de um verbete para cada letra do alfabeto, contendo um adjetivo em português e nossa proposta de correspondente em italiano, assim como um exemplo-contexto dos usos em ambas as línguas.