logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Análise prosódica de enunciados interrogativos de oito falares brasileiros
Autor(es): Priscila Francisca dos Santos. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Prosódia, Prosódia, Fonologia
Resumo

O presente trabalho objetiva realizar uma descrição prosódica dos enunciados interrogativos dos seguintes municípios: Soure, Óbidos (Pará), Imperiatriz ,Turiaçu (Maranhão), Alagoinhas e Vitória da Conquista((Bahia) , Poços de Caldas e Januária (Minas Gerais). Além disso, busca-se verificar se o padrão melódico encontrado nas capitais por Silva (2011) estará presente também nos demais estados interioranos pertencentes à rede de pontos do Projeto Atlas Linguístico do Brasil (ALIB ) da mesma região. Como suporte teórico, serão utilizados os princípios da Fonologia Entoacional , encontrados em Pierrehumbert (1.980), Ladd (1.986) e Prieto (2003) e a Teoria da Hierarquia Prosódica de Nespor e Vogel (1.986). Fónagy (1.993) diferencia dois tipos de questões: as interrogativas totais e as interrogativas parciais. As primeiras são aquelas que apresentam um sim ou não como resposta, tendo toda informação como escopo. As últimas não apresentam um sim ou não como resposta, o centro de interesse da questão está situada em uma parte do enunciado. Este trabalho analisará apenas as questões totais, baseado em estudos que apontam essa modalidade como um dos principais locus da variação. Os dados analisados aqui provirão de 32 informantes, 16 homens e 16 mulheres, nascidos e criados no municípios já mencionados. Todos eles possuem o ensino fundamental incompleto e estão distribuídos em duas faixas etárias : a primeira de 18-30 e a última de 50-65 anos. A recolha dos dados abrange cinco etapas principais: 1) ouvir os inquéritos e recolher os enunciados interrogativos do tipo questão total por meio do programa computacional Sound Forge; 2) Separar enunciados proferidos por homens de enunciados proferidos por mulheres; 3)  medir a frequência fundamental (F0) e observar seu comportamento por meio do programa computacional PRAAT; 4) Através do programa Excel obter a média dos valores dos enunciados pronunciados por cada informante e  agrupar esses resultados de acordo com a cidade de origem; 5)Analisar  os dados à luz das teorias em foco. Pretende-se, nas etapas vindouras deste trabalho, analisar outros municípios interioranos do país, intentando ampliar e enriquecer a descrição proposta.