logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Análise da representação escrita infantil de sílabas pós-tônicas finais
Autor(es): Rafaely Carolina da Cruz, Suzan Kelly Rodrigues Brilhante. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Sílaba, Sílaba, Vogais pós- tônicas finais
Resumo

O presente trabalho versa sobre a aquisição da escrita e tem como principal objetivo analisar a vogal pós-tônica final do português na escrita de crianças em fase de alfabetização. As vogais pós-tônicas do português brasileiro são representadas pelas letras vogais a, e, o. Na fala, essas vogais tendem a serem reduzidas por terem menor força acentual e menor duração, com isso, elas são chamadas de frouxas ou lax. Um objetivo deste trabalho é investigar os fenômenos de fala que ocorrem na representação escrita dessas vogais, tal como, redução ou queda de segmento; além disso, este trabalho propõe-se a pesquisar as possíveis diferenças da escrita da sílaba pós-tônica final em palavras paroxítonas e proparoxítonas. Para a consecução do objetivo proposto, buscamos fazer uma revisão bibliográfica que aborda temáticas como o sistema alfabético, a aquisição da escrita, teorias silábicas e interferências da fala sobre a escrita. Os principais textos aqui considerados são Lemle (2007), Ferrero e Teberosky (1985), Kato (1986), Mattoso Câmara (2004), Soares (2004). A metodologia utilizada para o desenvolvimento do trabalho consiste na investigação da produção escrita de alunos do ciclo inicial de alfabetização, dos 1º, 2º e 3º anos do ensino fundamental, com a finalidade de perceber a ocorrência da sílaba pós-tônica final na escrita desses alunos. Para tanto, a pesquisa utiliza dos seguintes procedimentos metodológicos: coleta de dados da escola investigada na avaliação Proalfa (Programa de Avaliação da Alfabetização), para correlacionar a proficiência de leitura e escrita dos alunos em questão, aplicação de um ditado de palavras e frases com vogais pós-tônicas finais, envolvendo frutas e animais que estão presentes no cotidiano do aluno e por fim aplicação de uma produção de texto para estudar a recorrência da sílaba postônica final em palavras paroxítonas e proparoxítonas do português brasileiro e a representação dessas palavras na escrita infantil. De acordo com o que já foi desenvolvido, acredita-se que esse trabalho contribua substancialmente para verificar a influência da fala na escrita infantil, além de constatar como ocorre a queda e/ou redução dos segmentos da sílaba. Desse modo, acredita-se que a presente pesquisa colabore para estudos a respeito da aquisição da escrita infantil e para a reflexão sobre os fenômenos fonológicos que são representados nessa escrita.