logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Literatura de mercado: funcionamento da autoria e a construção da lenda “J. K. Rowling”
Autor(es): Pollyanna Zati Ferreira. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave discurso literário, discurso literário, J. K. Rowling
Resumo

Por ser um discurso constituinte, que constrói as condições de sua própria legitimidade, o discurso literário precisa manter uma relação efetiva com a memória. Assim, para construir uma identidade no campo literário, o criador de uma obra, após percorrer o que Maingueneau designará de arquivo literário, precisa definir trajetórias próprias no intertexto, isto é, indicar qual é para ele o exercício legítimo da literatura. Seguindo essa perspectiva, torna-se possível romper o enfrentamento direto entre a consciência criadora e a obra e passa-se a considerar “o conjunto da literatura um gigantesco corpus  em que cada obra revela ser composta por uma multiplicidade de outras” (MAINGUENEAU, 2006, p. 164). No entanto, as obras literárias, ressalta o autor, alimentam-se não só de outras obras, mas também de relações com enunciados que não vêm da literatura, mas participam da instituição literária  (biografias de escritores, por exemplo). A partir disto, o  arquivo literário  não será considerado mais como uma “mera biblioteca ou coletânea de textos, mas também um tesouro de  lendas, de histórias edificantes e exemplares que acompanham gestos criadores já consagrados” (p. 175). Dessa perspectiva, o criador de uma obra, para se consagrar como tal, precisará não só percorrer o arquivo literário, mas também “definir uma trajetória própria na sombra projetada de lendas criadoras anteriores” (p. 175), selecionando os sinais que devem legitimar sua obra, construindo, a partir disso, sua própria versão de lenda. O presente projeto, com base nessas considerações feitas aqui, teve por objetivo fundamental analisar a construção da lenda em torno da escritora J. K. Rowling, autora dos sete volumes do best seller Harry Potter. O corpus  de análise se constituiu, basicamente, do documentário J.K. Rowling – A Year in the Life, filmado pelo cineasta James Runcie. Este documentário caracteriza-se por descrever detalhadamente a vida da escritora J. K. Rowling e o processo de criação dos sete livros de Harry Potter.