logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: A revista feminina “Graça e Beleza” como corpus para pesquisas linguísticas
Autor(es): Iara Aparecida Garcia. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 23/02/2024
Palavra-chave Léxico / Linguística histórica, Léxico / Linguística histórica, Português Mineiro
Resumo

Um dos obstáculos para quem realiza pesquisas sobre épocas passadas da língua é a da formação de um corpus que contemple uma documentação representativa da época desejada (LABOV, 1972). Embora o pesquisador procure, com rigor filológico, linguístico e histórico escolher textos que sejam testemunhos fiéis de uma época, muitas vezes, isso não é possível. Na tentativa de recuperar aspectos, de sincronias passadas, do Português Mineiro de Uberaba (e região) e com base nas definições de patrimônio cultural e, principalmente, da ideia de preservar “formas de expressão”, mencionada na Constituição de 1988, entendemos como uma relevante fonte para pesquisas a chamada língua da imprensa. Dessa forma, são objetivos principais deste trabalho: (a) organizar um banco de dados composto exemplares da revista uberabense, Graça e Beleza, voltada para o publico feminino da época que abrange os anos de 1942 a 1946, (b) colaborar com a preservação do patrimônio cultural brasileiro. A montagem de corpus a partir de textos extraídos dessa revista permite, por exemplo, pesquisas de fenômenos em variação linguística, precursores das reanálises gramaticais. Além disso, as revistas também são um excelente material para a recuperação de aspectos sociais, históricos, econômicos, políticos, psicológicos, culturais (entre outros) de uma época. Para atingirmos nossos objetivos, estamos digitalizando os exemplares dessa revista que se encontram no Arquivo Público de Uberaba. Esses exemplares estão em condições precárias de conservação, armazenadas em pastas. Especificamente, para esta apresentação, nossa análise focalizará duas seções da revista: “Para alegrar a mulher” e “ Páginas das mãezinhas”. Por fim, dada as suas riquezas linguística, histórica e, sobretudo, social, a montagem de um arquivo digitalizado que contemple essa revista se justifica nas suas mais variadas facetas – cartas, propagandas, anúncios, artigos de opinião, cinema, economia, esportes etc –, já que constituirá um riquíssimo material de pesquisa para as mais variadas áreas das Ciências Humanas e Linguagem.