logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: "A look back": um sentido de memória
Autor(es): Cristiane Pereira Dias. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 24/02/2024
Palavra-chave memória metálica, memória metálica, completude
Resumo

A reflexão sobre memória é fundamental para uma compreensão da formação social contemporânea e da constituição do sujeito. Vivemos numa sociedade da velocidade e da quantidade, onde o excesso e a efemeridade são sentidos do cotidiano, significantes da vida contemporânea. Com isso, a memória metálica, aquela que se constitui pelo excesso, pela quantidade, pela sua própria reprodução e circulação, têm efeitos importantes na produção dos sentidos, uma vez que o sujeito se filia a ela para significar. Dentre esses efeitos está o da completude, que tem como correspondente técnico, podemos dizer, o armazenamento. A partir dessas condições de produção do discurso, cabe perguntar sobre as implicações da memória digital na constituição do sujeito e do discurso. É a partir desse questionamento, particularmente no que concerne à escritura de si, que proponho desenvolver uma reflexão sobre a memória do/no digital, através da análise dos vídeos “A look back” que circularam no Facebook na ocasião do aniversário de dez anos dessa rede social. Como a organização automática de postagens dos usuários constrói a unidade de uma vida, pelo funcionamento da memória? Essa organização ocorre a partir de uma escritura de si que se dá por fragmentários (links, compartilhamentos, fotos, postagens textuais, etc.). O que é da ordem da dispersão do sujeito ganha, na montagem dos vídeos, unidade. O gesto de autoria, no entanto, é da máquina, que, ao fazer a montagem do vídeo, produz uma memória a partir de uma filiação à memória da própria máquina. Com isso, na memória metálica, toda significação se dá no nível da atualização. Vemos que nesse caso, o ponto de partida para a construção dos sentidos não é a filiação do sujeito a uma rede de constituição, mas a uma rede de atualização. O já-dito armazenado retorna sob a forma da automatização e não da formulação num intradiscurso. A análise dos efeitos discursivos desta faceta técnica da sociedade contemporânea, modificada pelos meios digitais, nos leva a refletir também sobre os laços sociais e simbólicos e o modo como eles ressignificam os sentidos da própria vida.