logo

Programação do 62º seminário do GEL


62º SEMINáRIO DO GEL - 2014
Título: Ato responsável e alteridade: problematizando narrativas docentes em contextos investigativos
Autor(es): Guilherme do Val Toledo Prado. In: SEMINÁRIO DO GEL, 62 , 2014, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2014. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave narrativa, gêneros do discurso, ato responsável
Resumo

Experiências pedagógicas vividas pelos professores da escola básica comumente transformam-se em narrativas orais no cotidiano docente. Considerando a linguagem enquanto uma atividade constitutiva de si mesma e dos sujeitos que a produzem, como nos ensina Bakhtin (1981), uma sistematização em aberto, como nos alerta Geraldi (2010), ao tomarmos estas narrativas orais como um gênero primário (Bakhtin, 2003) privilegiado em que professores manifestam suas ativas compreensões acerca da vida escolar, temos apostado que o registro escrito destas narrativas orais pode ser um modo legítimo destes profissionais sistematizarem os saberes e conhecimentos docentes advindos desta ação responsável e responsiva (Sobral, 2005, Bakhtin 2010, Geraldi, 2010; Ponzio, 2013). Neste contexto propositivo, as reflexões produzidas a partir dos conceitos do Círculo de Bakhtin no âmbito do GEPEC - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Continuada - têm gerado alguns princípios de pesquisa a orientarem as produções de nossas investigações: quando professores narram suas experiências a outros professores, seja oralmente ou por escrito, ressignificam a experiência narrada a partir do excedente de visão constituído no diálogo, numa perspectiva tanto bakhtiniana quanto freiriana (Freire, 1979), que se instaura na dinâmica narrativa; a prática de narrar as experiências pedagógicas vividas gera uma exotopia narrativa que possibilita novas compreensões acerca do narrado; os professores narradores, compreendendo-se enquanto personagens de suas próprias narrativas, dão novos sentidos às experiências pedagógicas vividas e constituem memórias de futuro a orientarem tanto novas produções narrativas como também a produzirem práticas pedagógicas fundadas no diálogo; o exercício de narrar possibilita que os professores exercitem o calar-se e a escuta sensível (Ponzio,2010) junto com outros professores. Portanto, o objetivo no presente trabalho é problematizar esses princípios, a partir das narrativas docentes constituídas enquanto "corpus" das pesquisas realizadas no GEPEC, nos últimos 10 anos, tomando como conceitos problematizadores as ideias do Círculo de Bakhtin, e seus comentadores, de ato responsável e alteridade.