logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Dialogismo e tensividade
Autor(es): Conrado Moreira Mendes. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 23/02/2024
Palavra-chave Dialogismo, Tensividade, Fait-divers
Resumo

Nesta comunicação, procura-se demonstrar a articulação e a operacionalidade entre dois conceitos de distintos campos teóricos: o dialogismo e a tensividade. O primeiro se refere às teorias do Círculo de Bakhtin; o segundo, por sua vez, remete à semiótica de vertente tensiva, desenvolvida principalmente por Claude Zilberberg. No primeiro caso, a ênfase é posta no interdiscurso/intertexto. No segundo, nas relações intradiscursivas que engendram o sentido dos textos. Propõe-se, assim, a seguinte hipótese: em se tratando do fait divers, diferentes discursos que circulam socialmente, ao estabelecer diálogo com esse gênero discursivo, sobredeterminam a expectativa, o querer-saber, do enunciatário, tornando-a mais intensa, mais tônica. Cabe dizer que fait divers são notícias que não se enquadram nas editorias jornalísticas tradicionais (política, economia, internacional, cultura, etc.). Em geral, tratam de mortes, agressões, fenômenos sobrenaturais, em suma, do inesperado, do contingente. O Grand Dictionnaire Universel du XIXe siècle, de Pierre Larousse (1866-1875. p. 58), define-o da seguinte maneira: “Sob essa rubrica, os jornais agrupam com arte e publicam regularmente todo tipo de notícias que correm pelo mundo: pequenos escândalos, acidentes de carros, crimes hediondos, suicídios por amor [...], criança com três olhos, anões extraordinários, etc.”. Barthes (1964, p. 194), por sua vez, define o fait divers como “uma informação monstruosa”. Para corroborar tal proposta, empreende-se uma análise do relato do Caso Isabella Nardoni (No ano de 2008, a menina Isabella Nardoni, de cinco anos, foi brutalmente assassinada pelo pai, Alexandre Nardoni, e pela madrasta Anna Carolina Jatobá. O caso teve repercussão nacional), compreendido sob a rubrica do fait divers, veiculado pelo Jornal Nacional, da Rede Globo, de modo a estabelecer uma interlocução com dois contos dos Irmãos Grimm (2012) e ainda com o que Todorov (2006) chama de tipologia do romance policial. Pelo que se pode demonstrar por meio das análises realizadas, relações dialógicas – do âmbito do interdiscurso – repercutem no intradiscurso em termos de tensividade, isto é, de gradientes de intensidade e extensidade.