logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: NOVOS LETRAMENTOS E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES: APORTES TEÓRICOS E REFLEXÕES SOBRE UMA EXPERIÊNCIA COM ALUNOS DO CURSO DE LETRAS
Autor(es): Roziane Keila Grando. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave novos letramentos, formao de professores , linguagem hipertextual
Resumo

Em meio a atual configuração da sociedade em rede e considerando a evolução da educação a distância, vê-se a necessidade de que esta modalidade também seja utilizada para melhorar e facilitar o processo de ensino e aprendizagem dos cursos presenciais. Em se tratando do uso das TIC (Tecnologias de Informação e comunicação), percebe-se que ao aluno ingressar na universidade, ainda há uma lacuna em sua formação básica, quanto a um trabalho sistemático e orientado sobre como encontrar as informações de que precisa para a produção dos mais variados gêneros, tendo autonomia para lidar com elas. Nesse sentido, observou-se a necessidade de envolver esse aluno, futuro professor, em práticas de estudos com as linguagens multimidiáticas de forma crítica, não sendo tratadas como práticas estabelecidas, mas sim, em constante transformação. Por isso, tendo em vista os espaços de interação em contexto de ensino-aprendizagem, em especial o moodle (ambiente virtual de ensino aprendizagem), a pesquisa objetivou oportunizar práticas de ensino  a partir dos  Novos Letramentos, em especial com os multi-hipermidiáticos, na disciplina de Laboratório de Leitura e produção textual, do curso de Letras Português e do curso de Letras Inglês da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO). Como aporte teórico, destacam-se Marcushi e Xavier (2004) e Koch (2009), ao se tratar da linguagem hipertextual, assim como, autores que tratam acerca dos letramentos, tais como: The New London Group (1996); Street (1999), Kress (1997; 2003), Signorini (2012) e Pinheiro (2013). O encaminhamento do trabalho foi divido em duas etapas. A primeira consistiu no planejamento e execução da disciplina on-line. A segunda foi pautada numa análise interpretativa das atividades e participações dos alunos no ambiente virtual de Ensino- aprendizagem (AVEA). Os resultados das atividades e participações feitas pelos alunos no ambiente mostraram que a escolha de trabalhar com a linguagem hipertextual na disciplina de Laboratório de leitura e produção textual os auxiliou, envolvendo-os em diferentes formas de produzir, veicular e consumir textos, ampliando, seus conhecimentos sobre letramento e o uso das TIC. Destaca-se também que, mediante os trabalhos desenvolvidos na disciplina, cujas turmas e cursos foram diferentes e, considerando a questão dos novos letramentos, fica nítida a necessidade de uma inserção mais esclarecida dos formadores e formandos em Letras a fim de contribuir para uma melhor qualificação desses futuros profissionais que enfrentarão (ou já enfrentam enquanto educadores) o desafio de levar seus alunos a se apropriarem desses letramentos enquanto cidadãos.