logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Tecendo a rede para um projeto de dizer: processos de referenciação na construção da coesão e da coerência em redações do ENEM 2013
Autor(es): Silvia Augusta de Barros Albert. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave produo escrita , coeso e coerncia , referenciao
Resumo

Deparamo-nos, em qualquer nível de ensino, com textos de alunos que não permitem a atribuição de sentidos por parte do leitor. Em muitos casos, esse resultado mal sucedido deve-se ao estabelecimento precário dos princípios de coesão e coerência, e a uma ausência de produção de sentidos.   Nesse contexto, esta comunicação tem por objetivo abordar os princípios de coesão e coerência relacionados à referenciação, com o aporte teórico da Linguística Textual, na perspectiva sociocognitiva e interacional. Temos clareza de que, em sala de aula, as noções de coesão e coerência continuam funcionando como “leis linguísticas” e não como princípios de acesso à construção de sentidos, como assevera Marcuschi (2008). Respaldados nos postulados teóricos da Linguística Textual, na perspectiva sociocognitiva e interacional, em autores como Cavalcante (2010), Marcuschi (2006, 2007, 2008), Koch, (1997, 2003, 2006, 2007), entre outros, esta comunicação tem por objetivo abordar os princípios de coesão e coerência relacionados à referenciação, e suas implicações para a elaboração de uma rede que sustente um projeto de dizer. Destacamos a referenciação como um dos processos de estruturação do texto que remetem à construção da coesão e da coerência, respaldados em   Koch (2006), que   identifica nos textos dois grandes movimentos –   retrospecção e prospecção –, realizados em grande parte por meio dos recursos coesivos, como   determinantes para a construção da coerência. Na mesma direção, Marcuschi (2006) assevera que a atividade referencial constitui uma espécie de base e a referênciação providencia as pistas sugestivas para a produção de sentidos. Para Cavalcante et al.(2010), o referente é um objeto de discurso que não se relaciona apenas às marcas co-textuais explícitas, mas configura-se como uma entidade também construída na interação e representada na mente dos sujeitos da enunciação. Nessa comunicação, evidenciamos a relação entre coerência e coesão relacionadas à progressão referencial, a qual ocorre numa complexa relação entre linguagem, mundo e pensamento estabelecida no discurso. Essa comunicação contempla, a título de exemplificação, a análise de duas redações nota 1000 do ENEM 2013, para destacar a referenciação, em sua relação com a coesão e a coerência, como uma estratégia para a produção de sentidos. Em nossa análise selecionamos o uso de formas nominais na referenciação, procurando mostrar como as escolhas lexicais e orientações semânticas norteiam a produção de sentidos relacionada a um projeto de dizer, numa perspectiva sociocognitiva e interacional.