logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: A expressão da segunda pessoa no discurso religioso católico direcionado a Deus
Autor(es): Francis de Melo Valladares. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave Variao pronominal, Discurso Religioso, Sociolingustica variacionista
Resumo

   A presente pesquisa destina-se a investigar a expressão da segunda pessoa nos discursos religiosos de orientação católica direcionados diretamente a Deus. Pretende-se descrever a produtividade das formas pronominais de segunda pessoa – sobretudo  tu e vós – referentes a Deus considerando as diversas funções sintáticas que exercem (sujeitos, complementos e, ainda, adjuntos possessivos). Utilizam-se como fonte de obtenção de dados as orações (i) publicadas no material da Igreja Católica intitulado Liturgia Diária (escrita) e (ii) orações espontâneas em programas de rádio (fala).
   A análise fundamenta-se nos preceitos e orientações teórico-metodológicas defendidos pela Sociolinguística de orientação laboviana (WEINREICH, LABOV, HERZOG, 1968), fundamentalmente o princípio da heterogeneidade ordenada e o conjunto de restrições – variáveis independentes linguísticas e extralinguísticas – que atuariam no condicionamento do fenômeno.  
   A investigação pauta-se na hipótese de que os dados registrariam a forma vós, que já desapareceu do PB vernacular, como uma espécie de tradição do discurso religioso. Além disso, espera-se que a variação no uso das formas pronominais variantes de segunda pessoa em referência a Deus tenha comportamento diferenciado em relação à modalidade (fala ou escrita). Pressupõe-se, ainda, que haja alternância entre as formas do paradigma de tu e vós, além de você, nos mesmos enunciados, de modo que haveria uma espécie de mescla natural na expressão da segunda pessoa em termos formais nas funções sintáticas observadas.  
   Resultados preliminares indicam que as modalidades analisadas diferem quanto ao uso da forma pronominal. No que se refere à forma comumente utilizada nos discursos religiosos em referência a Deus, as preces escritas (Liturgia Diária) favorecem a ocorrência das formas de segunda pessoa do plural, vós, empregadas de acordo com o proposto na tradição gramatical. Nas orações faladas espontâneas, diferentemente, um quadro efetivamente variável do fenômeno pode ser registrado.
   Espera-se que os resultados da pesquisa demonstrem a produtividade dos condicionamentos a serem investigados e contribuam para o conhecimento da expressão pronominal em contexto pouco investigado nas pesquisas sociolinguísticas, qual seja o do domínio religioso.