logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: A negligência e a preguiça dos naturais no governo do Morgado de Mateus – aspectos discursivos e ideológicos veiculados em um ofício ascendente
Autor(es): RENATA FERREIRA MUNHOZ. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 03/03/2024
Palavra-chave Filologia, Anlise do Discurso, Morgado de Mateus
Resumo

Esta comunicação intenciona analisar o discurso formulado pelo Morgado de Mateus, Dom Luís António de Sousa Botelho Mourão, governador e capitão general, em um ofício enviado da capitania de São Paulo ao secretário do reino, o Conde de Oeiras (futuro Marquês de Pombal), em Portugal. Trata-se de uma correspondência ascendente tanto no sentido da tramitação administrativa, por ser enviada de um subordinado a seu superior, quanto no sentido geográfico pelo envio marítimo de caravela, o que demorava em média três meses, chamado por Bellotto (2014) de “tempo administrativo”. Os estudos filológicos, baseados na transcrição semidiplomática e no estudo paleográfico e codicológico comprovam tratar-se de um original idiógrafo, em que o autor intelectual ditara o conteúdo a um funcionário de sua Secretaria e posteriormente assinara de próprio punho. Datado de 30 de janeiro de 1768, o manuscrito original encontra-se no acervo do Arquivo Histórico Ultramarino de Portugal, tendo sido catalogado e microfilmado pelo Projeto Resgate Barão do Rio Branco. Com base na proposta teórica e metodológica da Teoria da Avaliatividade formulada por Martin e White (2005), a análise discursiva apresenta também fundamentação em estudos ideológicos como os de Van Dijk (2000). Sendo a única temática do ofício a crítica aos modos de vida e costumes dos habitantes da capitania de São Paulo, observa-se, a partir das marcas de cunho avaliativo, os padrões semânticos e ideológicos representados pelo autor sobre esse assunto. De maneira velada, subjacentes ao tema principal, há estratégias discursivas que orientam as relações intersubjetivas entre os governantes. Os três subsistemas da Avaliatividade, a Atitude, o Engajamento e a Gradação permitem a observação, por exemplo, da constante contraposição do Morgado de Mateus a todas as situações pejorativas retratadas, em busca da manutenção de seu ethos. Pretende-se, portanto, destacar elementos que conduzam à análise discursiva, abrangendo as esferas da semântica e da ideologia, de um texto administrativo aparentemente protocolar, mas que  retrata de maneira inusitada a negligência e a preguiça dos habitantes da capitania de São Paulo.