logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: A ordem do sujeito em cartas dos séculos XIX e XX: um estudo linguístico e social
Autor(es): Stephanie Valle de Souza. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 26/02/2024
Palavra-chave posio do sujeito , mudana lingustica, sintaxe
Resumo

Coelho, Monguilhott e Martins (2008), em um trabalho variacionista, corroboram, com dados da escrita teatral catarinense dos séculos XIX e XX, que o português brasileiro possui uma ordem SV rígida e uma ordem VS variável por conta do contexto sintático (verbo inacusativo) em que se apresenta. Os autores conseguem, dessa maneira, mostrar um caso de mudança em tempo real e observar duas gramáticas: uma, do século XIX, resultante de uma gramática que permitia variação; outra, do século XX, resultante de uma gramática “menos” flexível e, consequentemente, mais rígida. Segundo eles, na amostra apresentada, há a convivência e competição, ao mesmo tempo, de duas gramáticas (Kroch, 1989).

Nesse sentido, o presente trabalho analisou a ordem do sujeito (pré-verbal e pós-verbal) em cartas familiares dos séculos XIX e XX, buscando observar, discutir e analisar: (i) aspectos da gramática brasileira, (ii) padrões sociais que possam interferir na ordem do sujeito e (iii) um caso de competição entre gramáticas (Kroch,1989). Acreditamos que, como se trata de uma amostra de cartas escritas por remetentes de diferentes gerações, os remetentes mais velhos vão apresentar uma frequência maior de ordem VS e os mais jovens vão apresentar uma ordem VS regida por construções inacusativas.

Para tanto, utilizamos um corpus composto por cartas familiares, enviadas entre os séculos XIX e XIX, pela família Pedreira Ferraz Magalhães: cartas escritas pelo pai da primeira geração João Pedreira do Couto Ferraz (secretário do supremo tribunal por mais de 50 anos, nascido em 1826), cartas escritas pelos pais da segunda geração, Jerônimo de Castro Abreu Magalhães (engenheiro civil, nascido em 1851) e Zélia Pedreira Abreu Magalhães (esposa de Jerônimo, nascida em 1857), cartas escritas pela irmã de Zélia Pedreira, Maria Teresa de Jesus Bulhões Pedreira (viscondessa de Duprat, nascida em 1863) e cartas escritas pelos oito filhos de Zélia e Jerônimo, pertencentes a terceira geração. Utilizamos o programa Goldvarb X (Sankoff; Tagliamonte; Smith, 2005) para análises estatísticas.

Pudemos constatar, a partir desse trabalho, que: (i) a ordem SV se encontra rígida no Português Brasileiro; ao passo que (ii) a ordem VS é menos presente e, quando essa ocorre, está regida por construções inacusativas e apresentativas; por fim, pudemos constatar que (iii) existe uma competição entre gramáticas, evidenciada nas três gerações estudadas no corpus.