logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: O discurso ritual: a passionalização da resignação
Autor(es): Sueli Maria Ramos da Silva. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 29/02/2024
Palavra-chave discurso ritual, paixo, resignao
Resumo

Consideremos a teoria semiótica como fundamentação teórica e metodológica dos estudos que empreendemos. Tencionamos, por intermédio da análise de enunciados de fidelização religiosa, delinear algumas considerações a respeito da estrutura aspectual e, por conseguinte, passional do crer, considerando o aspecto fiduciário envolvido na pratica católica ritualística. Buscamos observar o status da dimensão passional do discurso, na medida em que “a paixão presentifica, no seio do discurso de acolhida, um conjunto de dados ao mesmo tempo tensivos e figurativos” (GREIMAS; FONTANILLE, 1993, p. 56). As paixões serão tomadas como efeitos de sentido passionais que derivam de organizações, intersecções e combinações próprias a um determinado texto. Nossa análise incorrerá sobre a passionalização da resignação, tomando como objeto de estudo o discurso ritual do exorcismo no múnus santificador da Igreja. A análise passional no múnus santificador da Igreja seguirá o pensamento clássico ligado ao cristianismo, segundo o qual a paixão aparece ligada a resignação e ao sofrimento. Tomaremos, desde a forma do exorcismo simples, considerado um exorcismo menor, composto por preces da Igreja realizadas quando da celebração do batismo, a fim de libertarem os sujeitos das consequências do pecado e da influência do diabo, até as formas do exorcismo maior, solene, considerado grande exorcismo, prece que faz parte dos sacramentais, cuja função é a expulsão dos demônios por meio do poder santificador da Igreja. Adotaremos, portanto, como objeto de análise, a tradução em Língua Portuguesa do Ritual de Exorcismos e outras Súplicas, aprovada pela Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, realizada de 21 a 30 de abril de 2004, e confirmada pela Sagrada Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, no dia 30 de julho de 2004. A análise será feita, de forma a delinear a estrutura passional das praticas de fidelização, gêneros de fronteira entre a fundação e a divulgação, determinada pela altivez de um éthos dogmático na proposição de condutas rituais a ser seguidas por um sujeito movido pela paixão da resignação. Os resultados de nossa analise se refletem na incorporação de um sujeito modalizado pela paixão fiduciária da crença que, dado o caráter intersubjetivo proposto, institui a relação entre o sujeito e o exercício da própria fé.