logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Práticas Colaborativas de Escrita em Disciplina de Língua Inglesa de Curso Militar
Autor(es): Viviane de Fatima Pettirossi Raulik. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Novos Letramentos, Tecnologias, Escrita Colaborativa
Resumo

Lankshear and Knobel (2007) dizem que, para ser novo, não basta que o letramento aconteça em meio digital, o que caracteriza para eles novos aspectos técnicos (new technical stuff), tem que haver a combinação de novos aspectos técnicos e um novo ethos (new ethos stuff), uma nova mentalidade. O novo ethos surge juntamente com as novas regras do meio digital. Essas novas regras são mais participatórias, colaborativas e distribuídas, são mais fluidas e menos fixas e, com tudo isso, possibilita-se o descentramento da noção de autoria. Vale salientar que tudo isso se torna possível devido ao fenômeno da Web 2.0. Nesse sentido, a perspectiva dos novos letramentos tenta incentivar professores na busca por tarefas escolares em meio digital que tenham não apenas novos aspectos técnicos, mas também uma nova mentalidade. Sendo assim, pretendemos incrementar atividade de escrita em língua inglesa com um recurso da Web 2.0, editor de texto online (Google Drive) que permite a edição do mesmo documento por mais de um usuário, estes colaborando em tempo real ou de maneira assíncrona. Nosso objetivo é analisar as práticas colaborativas de escrita que surgem durante a atividade e as vantagens de realizá-la em meio digital. O projeto contou com a participação de alunos do primeiro ano de curso superior militar, voluntários da disciplina Inglês I, no segundo semestre de 2014. Trata-se de pesquisa qualitativa do tipo pesquisa-ação com observação participante. Os resultados parciais mostram que as práticas colaborativas de escrita assumem uma variedade de formas, variam de acordo com os parceiros sociais envolvidos (aluno-aluno, aluno-professor) e também são influenciadas por contexto histórico/institucional, todavia, através da mediação podemos transformar a compreensão da atividade e redirecionar essas práticas visando um novo letramento. Nosso aporte teórico, além da perspectiva dos novos letramentos (LANKSHEAR & KNOBEL, 2007), também contará com a pedagogia dos multiletramentos (NEW LONDON GROUP, 1996), com reflexões sobre práticas colaborativas de escrita (PCE) (Pinheiro, 2013) e conceitos vygotskynianos de aprendizagem (VYGOTSKY, 2007), entre outros.