logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Trabalho, Ideologia e discurso
Autor(es): Belmira rita da Costa Magalhes. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 23/02/2024
Palavra-chave Capitalismo, Ideologia, Discurso
Resumo

A radicalidade do pensamento de Marx esta calcada na afirmação de que tudo que é humano é ontologicamente histórico e social. Toda a fundamentação do materialismo histórico-dialético baseia-se na explicação da nova processualidade do ser que surge, a partir do afastamento da esfera da natureza, com uma nova forma de reprodução, -    a reprodução do novo imprime   a marca dessa nova forma de estar no mundo. O gênero humano e a sociabilidade que ele estabelece são ontologicamente históricas. Marx chama atenção para o fato de que   apenas possibilitar ao sujeito entender o mundo aprisiona-o num circulo impossível de ser rompido. Essa capacidade de conhecer própria do sujeito é, necessariamente atravessada pela ideologia, isto é, pelas possibilidades de interpretação que a sociabilidade dividida em classes oferece aos sujeitos.No sistema capitalista, objeto de estudo sistemático de Marx, há uma contradição básica que mantém suas duas classes fundamentais  – proletário e capitalistas -, formando uma totalidade que só pode ser desfeita pela anulação de ambas as partes. No processo de luta entre essas classes, que se formam a partir das relações de produção e que tem na apropriação da mais-valia pelos dominantes seu fundamento, a função da ideologia, entendida para Marx como tendo seu funcionamento na práxis cotidiana, adquire uma força vital para a manutenção do sistema, pois em sociabilidades em que a lei tem como premissa que todos são iguais, manter a desigualdade real é algo profundamente custoso e que deve se renovar a cada modificação da relações sociais, pois para cada momento são construídos discursos que aparentemente podem ser visto como completamente inovadores, mas que mantém a lógica dos conflitos de classes .Na contemporaneidade, em que a linguagem assume uma importância exponencial nas relações sociais, considerar que todo discurso é ideológico torna-se fundamental para a compreensão das diversas formas ideológicas em que se materializam nas práxis cotidianas. Nesse sentido recorrer a   essencialidade da lógica capitalista torna-se a única maneira de realmente desvelar o efeito de sentido de cada construção discursiva.