logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Relações de professores com a arte e suas implicações para suas práticas de ensino
Autor(es): Caroline da Cunha Moreno, FILOMENA ELAINE PAIVA ASSOLINI. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 23/02/2024
Palavra-chave Anlise de discurso, arte, ensino
Resumo

O modo como o ensino de arte tem sido realizado na educação escolar vem sendo analisado por pesquisadores e arte-educadores que buscam compreender a situação em que se encontra tal processo, diante das diferentes propostas metodológicas e das mudanças legislativas ocorridas nesse campo, nas últimas décadas. No presente trabalho, apresentaremos resultados parciais de pesquisa que buscou investigar, sob a ótica da Análise de Discurso de matriz francesa (pechêuxtiana), o discurso de seis sujeitos-professores a respeito de suas relações e experiências com o ensino de arte na escola. Os depoimentos escritos que deram origem ao corpus de análise foram recolhidos ao longo da realização de um curso de extensão universitária, promovido por uma universidade pública do interior do estado de São Paulo, nos anos de 2013 e 2014. Além de coletarmos depoimentos escritos a respeito das relações desses sujeitos-professores com a arte, bem como sobre suas práticas pedagógicas escolares desenvolvidas em salas de aula dos anos iniciais do ensino fundamental, assistimos a algumas aulas por eles ministradas. A partir deste “amplo espaço discursivo” (MAINGUENEAU,1994),  fizemos alguns recortes, aqui concebidos discursivamente, ou seja, como fragmentos correlacionados de linguagem e condições de produção. Desses recortes, nasceram as sequências discursivas de referência, SDR (COURTINE, 1982), as quais foram por nós analisadas. Os resultados parciais assinalam que: 1) As oficinas e as trocas de experiências realizadas ao longo do curso possibilitaram aos sujeitos-professores inscreverem-se em formações discursivas que lhes permitiram, não apenas se atreverem a atribuir sentidos às diferentes manifestações artísticas, mas, também, ressiginificarem algumas de suas vivências com o ensino de arte; 2) Os sujeitos-professores poderiam ter diferentes oportunidades para “falarem de si” (FOUCAULT, 2007), a fim de expressarem suas subjetividades, condição basilar para a docência responsável no ensino da arte; 3) O “falar de si” proporcionou-lhes pensar sobre os fundamentos teóricos que sustentam seus saberes e fazeres pedagógicos, sendo que uma das implicações positivas decorrentes dessas reflexões foi o rompimento com formações discursivas marcadas pela paráfrase. As análises discursivas permitem-nos afirmar também que os processos formativos em arte podem proporcionar aos educadores a ampliação de seus saberes culturais, seu nível de letramento e recursos didático-metodológicos de que dispõem, na sociedade contemporânea, a fim de que possam melhor responder às exigências e demandas dos estudantes pelos quais são responsáveis.