logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Análise e descrição da mudança de status do latim em gramáticas de língua portuguesa do século XIX
Autor(es): Alessandro Jocelito Beccari. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 05/03/2024
Palavra-chave Historiografia da gramtica, Lngua latina, Sculo XIX
Resumo

O ensino do latim está na base e na origem do modelo da Gramática Tradicional (GT). Portanto, uma pesquisa a respeito da evolução na compreensão do latim em gramáticas de língua portuguesa é pertinente para o entendimento não só das maneiras como o latim e o português são ensinados atualmente, mas também como, ao longo da história, o ensino e a reflexão sobre o latim foram influentes nas concepções e práticas de ensino de língua materna e estrangeiras. Nesse sentido, esta apresentação tem como objetivo uma reflexão inicial a respeito de fontes documentais que tragam pistas para a explicação de uma provável mudança de status do latim em gramáticas de língua portuguesa no decorrer do séc. XIX.   Nesse período o estudo do latim clássico deixou de ser paradigmático para o ensino de língua materna e o latim vulgar passou a ser considerado importante do ponto de vista da explicação de fenômenos da língua portuguesa.   Esta apresentação segue as orientações dos autores da área da Historiografia da Linguística (HoL).   Nesse sentido, utilizam-se as principais possibilidades de enquadramento teórico-metodológico permitidas pela HoL para os objetos de estudo e o segmento da história da linguística aqui selecionados. Essas possibilidades originam-se de Kuhn (2006), Swiggers (2004), Koerner (1989, 2014), Murray (1998), Borges Neto (2004, 2012), Altman (1998), Murray (1998) entre outros.   Considera-se que as possíveis fontes primárias para uma  pesquisa a respeito do status do latim no Brasil do séc. XIX consistam, em sua maioria, em gramáticas normativas ou escolares, as quais conterão indícios ou não de uma possível mudança de status da língua latina no Brasil novecentista. Pensa-se que a ocorrência ou ausência dos títulos dessas gramáticas, concomitantemente, em acervos e em currículos escolares determina seu grau de pertinência, de acordo com o pressuposto assumido por esta apresentação, a saber: costuma haver um entrelaçamento entre a didática de línguas e a reflexão linguística.