logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Estratégias linguísticas de produção textual argumentativa: uma análise de redação nota 1.000 do ENEM
Autor(es): Maria Isabel Soares Oliveira. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 26/02/2024
Palavra-chave produo textual , articuladores textuais-argumentativos , competncias do ENEM/Redao nota 1000
Resumo O quantitativo de participantes no Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, e o crescente número de notas baixas nas redações que o compõem aumentam anualmente. Acreditamos que as dificuldades no emprego de estratégias linguísticas para a argumentação constituam uma questão diretamente ligada a esse baixo rendimento. Estratégias linguísticas na produção textual argumentativa dizem respeito às competências 3 e 4 do ENEM contidas no guia de redação do participante - (Brasil, 2012) e abrangem os recursos que os produtores empregam no momento da redação na defesa de um ponto de vista. A partir dessas considerações esta comunicação, que se enquadra em projeto de pesquisa de mestrado vinculado à linha de pesquisa Texto discurso e ensino: processos de leitura e produção de texto escrito e falado, e ao projeto guarda-chuva Gramática, Texto e Argumentação para a Prática de Leitura e Escrita, tem por objetivo apresentar a análise de uma redação nota 1.000 (mil) do ENEM 2011, procurando identificar as estratégias linguísticas e textuais utilizadas na produção, especialmente, os articuladores textuais de caráter argumentativo. Considerando os critérios de argumentatividade propostos nas competências 3 e 4 do Exame, buscamos responder a questão: Quais são as estratégias linguístico-textuais utilizadas pelo produtor da redação na construção de seu projeto argumentativo? As análises fundamentam-se na Linguística Textual de abordagem sócio-cognitiva e interacional, na Teoria da Argumentação na Língua, ADL de Oswald Ducrot em diálogo com os fundamentos da nova retórica (Perelman, 1987), contemplando as estratégias argumentativas propostas nas competências 3 e 4 do Guia de Redação do Exame, conforme Brasil (2012). Sendo assim, as categorias de análise se compõem dos componentes do texto argumentativo propostos no Guia (tese, argumentos, estratégias) e de fenômenos linguísticos que concorrem para a articulação desses componentes, especialmente, os articuladores textuais-argumentativos. As análises indicam que a materialidade linguística contribui significativamente para uma construção de sentidos na defesa de um ponto de vista por parte do produtor. Elas nos permitem afirmar que a apropriação desses fenômenos ligados à articulação coesiva e argumentativa como estratégias de planejamento e produção textuais pode contribuir com a prática de escrita argumentativa no Ensino Médio.