logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: O SENTIDO CONSTRUÍDO PELO DISCURSO NO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA
Autor(es): Gabrielle Perotto de Souza da Rosa. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 23/02/2024
Palavra-chave Teoria da Argumentao na Lngua, Teoria dos Blocos Semnticos, Ensino de Portugus como Lngua Estrangeira
Resumo

A proposta deste trabalho é analisar se os livros didáticos utilizados para o ensino de Língua Portuguesa como Língua Estrangeira preveem, em seus textos e atividades, a percepção do sentido dos discursos por parte do aluno. Se esses livros são feitos com o objetivo de realmente ensinar o sentido na língua, ou se o foco é ensinar somente conteúdos gramaticais. Ou se, ao estudar, o aluno consegue fazer relações que constituem sentido nos textos trabalhados. Também, far-se-á uma análise das atividades de interpretação de textos propostas nos livros didáticos pesquisados e serão dadas propostas de interpretação textual segundo a ANL. O interesse pelo tema surgiu da prática e a necessidade dessa análise provém da constatação de que é importante, para um aprendiz de português como L2, que o ensino da língua seja muito mais do que vocabular e gramatical, mas que esse aprendiz compreenda o sentido da língua, o que está intrínseco no discurso. Por meio da Teoria da Argumentação na Língua, de Oswald Ducrot, Marion Carel e outros colaboradores, pretende-se utilizar sua terceira fase de desenvolvimento, a Teoria dos Blocos Semânticos, para realizar essa análise. Essa teoria semântica se distingue de outras teorias semânticas porque considera que o sentido é argumentativo e está na língua. Os textos dos livros de Língua Portuguesa para estrangeiros analisados são os mais utilizados em cursos de PLE no Brasil e disponíveis no mercado. A aplicação da análise pela Teoria dos Blocos Semânticos irá mostrar se os textos e as interpretações colaboram de forma eficaz para o desenvolvimento do domínio da língua portuguesa como segunda língua. As propostas a serem apresentadas não tem, em hipótese alguma, a pretensão de solucionar por definitivo o problema de atividades de interpretação contida nos livros didáticos, mas a comprovam que é possível fazer com que o aluno chegue a uma compreensão globalizada do discurso, se esse discurso for bem explorado pelas atividades. A ANL demonstra ser uma teoria que consegue cumprir esse objetivo, já que é uma teoria semântica e lida com as relações contidas no discurso.