logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: CONSTATANDO A GRAMATICALIZAÇÃO DO PRONOME PESSOAL VOCÊ NA REDE SOCIAL: FACEBOOK
Autor(es): Warley Jos Campos Rocha. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 22/02/2024
Palavra-chave Pronome Voc, Gramaticalizao, Facebook
Resumo

Conforme os pressupostos funcionalistas (NEVES, 1997; GONÇALVES et al., 2007; CUNHA, 2008), as estruturas da língua precisam ser investigadas em um contexto interativo entre os falantes. Muitos estudiosos da língua têm verificado que esta sofre (re)criações, mudanças, transformações etc. A despeito disso, Hopper (1997) advoga a concepção de gramática emergente. As metamorfoses ocorridas em todo o tempo provam a vivacidade da língua, pois ela é integralmente utilizada por falantes os quais, em um meio interativo, propõem alterações linguísticas de variadas naturezas, conforme a necessidade de eles se fazerem entendidos pelos seus interlocutores em situações comunicativas (HEINE et alli, 1991). Por essa via, o presente trabalho destaca um fenômeno linguístico ocorrido com o pronome pessoal você, que tem sofrido gramaticalização e apresentado, portanto, determinada extensão semântica (GONÇALVES & CARVALHO, 2007). Em consonância com os postulados de Sousa (2008), prototipicamente, segundo a tradição gramatical, esse pronome faz referência à segunda pessoa do singular (P2) e, em função de tal comportamento linguístico, substitui a forma pronominal tu. Todavia, ainda segundo os estudos da pesquisadora supramencionada, foram constatados outros dois sentidos para o mesmo pronome, a saber: P1 (fazendo referência à primeira pessoa do singular) e Genérico (quando o falante refere-se a um conjunto de indivíduos e não mais a uma única pessoa – como quando o item assume as classificação de P1 ou P2). Para realização desta pesquisa, utilizou-se como corpus uma rede social, da qual foram extraídos os dados, analisando a funcionalidade do pronome no material colhido. Justifica-se o uso de tal corpus partindo do pressuposto de que as redes sociais propiciam, entre outras coisas, a existência de relações interpessoais, ainda que mediadas pelo computador; e, sabendo que tem ocorrido a gramaticalização com o objeto de estudo deste trabalho, procurou-se investigar os deslizamentos de sentido do pronome supracitado em um ambiente comunicativo cibernético, mais especificamente, na rede social: Facebook. Ancorando-se nos postulados de Sousa (2008), foram analisados seis excertos para cada valor semântico/função apresentado pela estudiosa. Por fim, é válido asseverar que o pronome em estudo é realmente muito produtivo na língua, além de ressaltar que, após a execução do presente trabalho, foi possível verificar que os três sentidos (P1, P2 e Genérico) foram, também, encontrados na rede social escolhida para a realização das investigações linguísticas.