logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: MEMORIAIS DE FORMAÇÃO: A (RE)CONSTRUÇÃO IDENTITÁRIA DE ORIENTADORES DE ESTUDO TOCANTINENSES DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA (PNAIC)
Autor(es): Mirella de Oliveira Freitas. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 26/02/2024
Palavra-chave PNAIC, Extratos identitrios, Prticas scio-discursivas
Resumo

O presente trabalho relata uma pesquisa de cunho qualitativo-interpretativista e propõe-se a investigar um extrato da (re)construção da identidade de profissionais da educação da rede pública de ensino do Tocantins, participantes como orientadores de estudo do PNAIC, Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Este consiste em um programa governamental fundado no compromisso entre governos federal, do Distrito Federal, dos estados e municípios, com o propósito de garantir a alfabetização de todas as crianças até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental. Para tanto, as ações do Pacto compreendem formações continuadas presenciais para orientadores de estudo e professores alfabetizadores, englobando estudos e atividades práticas na perspectiva do letramento e primando pela intertextualidade. O recurso lúdico é um dos princípios centrais a serem considerados no processo, visando-se, efetivamente, a agregar ao cenário escolar os elementos que constituem a fase da infância. Partindo-se desse contexto a partir do qual se pretendem promover modificações efetivas e enriquecedoras nas práticas docentes nas salas de aula das séries iniciais, realizou-se o presente estudo na perspectiva da Linguística Aplicada. Partiu-se da concepção dialógica e social de linguagem, conforme propõe Bakhtin, bem como se consideraram os postulados de Hall (1998), que assume que as identidades são múltiplas e (re)construídas constantemente nas práticas sócio-discursivas. Tomou-se como hipótese que as formações promovidas pelo PNAIC causam impactos na constituição dos sujeitos que delas participam; o propósito foi evidenciá-los nas falas dos profissionais, ainda que as impressões sejam incipientes, tendo em vista que o programa está agora iniciando seu terceiro ano. A análise de um questionário respondido por sete orientadores de estudo colocou à vista vozes relevantes no processo de constituição desses sujeitos, num cenário que lhes é hostil e num momento em que a educação brasileira prima pela qualidade do ensino e da aprendizagem. Os resultados apontam que os professores dialogam e se embatem com vozes que circulam na esfera das formações continuadas e no lócus da prática docente, frente às quais buscam se fortalecer como profissionais leitores, pesquisadores e capacitados para o exercício.