logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: As construções de tópico-comentário em narrativas produzidas por estudantes
Autor(es): Mariana Delesderrier da Silva. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 01/03/2024
Palavra-chave Tpico marcado, Portugus Brasileiro, Sintaxe
Resumo

O presente trabalho tem como objetivo identificar a presença de construções de tópico marcado em textos escritos por estudantes em fases distintas do processo de escolarização, descrevendo os fatores sociais, linguísticos e textuais que possam estar relacionados a sua ocorrência nos referidos textos. As construções de tópico marcado definem-se por apresentar, na periferia esquerda da sentença, um sintagma sobre o qual se faz uma proposição por meio de um comentário, tal como se observa em (a) Olá, eu sou a cigarra e agora [minha história]i irei contar [__]i, dado coletado de um dos textos lidos. Neste contexto, serão observadas as diferentes estratégias, a saber: deslocamento à esquerda, topicalização, tópico pendente e tópico sujeito. O trabalho utiliza como fundamentação teórica a Teoria de Princípios e Parâmetros proposta por Chomsky (1981), em particular o comportamento do PB no que tange à marcação do Parâmetro do Sujeito Nulo e sua relação com as estruturas aqui focalizadas. O corpus constitui-se de 259 textos, segmentados entre os 6º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio – anos que correspondem a etapas de transição de um nível a outro no processo de escolarização. Os resultados mostram a presença das referidas construções na escrita dos alunos, ainda que de forma bastante discreta. Se, por um lado, o baixo número de dados confirma nossa hipótese de serem as construções de tópico marcado próprias da gramática da fala; por outro, aponta para um estágio no processo de mudança por que passa o PB – a inserção de construções da fala na escrita. Quanto às estratégias, a mais utilizada foi a topicalização, comportamento já esperado uma vez que, sendo apenas uma inversão sintática, a escola não a condena. Em relação ao nível de escolaridade, nota-se que os alunos com menor grau de escolaridade produzem mais esta estratégia. Em última instância, o estudo da estrutura sintática tópico-comentário na escrita pretende fomentar reflexões acerca do conteúdo a ser ensinado nas aulas de Língua Portuguesa.