logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Os efeitos de sentido das formas do discurso relatado em notícias
Autor(es): Jferson Ferreira Belo. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 01/03/2024
Palavra-chave discurso relatado, notcia, Dilma Rousseff
Resumo

O trabalho a ser apresentado se encontra no campo teórico-metodológico da Análise do Discurso e parte dos pressupostos de que o discurso e o sujeito são constitutivamente heterogêneos (AUTHIER-REVUZ, 1990, 1998, 2004), de que os leitores não são meros receptores da palavra de outrem e de que as formas de discurso relatado estejam ligadas a tendências sociais estáveis de interpretação (BAKHTIN, 2006). Este trabalho tem como objetivo principal analisar os efeitos de sentido que as diferentes formas do discurso relatado produzem em uma notícia publicada no site da revista Carta Capital e em outra publicada no site da revista Veja. As notícias são sobre o pronunciamento oficial da presidente Dilma Rousseff veiculado na televisão e no rádio no dia 23 de janeiro de 2013. Nesse sentido, ao comparar como o pronunciamento da presidente foi citado nas duas revistas, objetiva-se especificamente investigar e analisar se a seleção de uma forma de discurso relatado nessas notícias decorre da posição ideológica do órgão de imprensa. Após a análise do corpus, pôde-se verificar que, sendo utilizadas as mesmas formas de discurso relatado (discurso direto, discurso indireto, modalização em discurso segundo, ilhas textuais), os enunciados das duas notícias apresentaram, na maioria dos casos, sentidos semelhantes aos do pronunciamento. No entanto, nos demais casos em que esse sentido “original” foi alterado, tiveram-se como consequência um posicionamento favorável (da revista Carta Capital) ou um posicionamento contrário (da revista Veja) à fala da presidente. Desse modo, portanto, a seleção dessas formas de discurso relatado, por serem as mesmas, não decorre da posição ideológica dos órgãos de imprensa, mas o modo como elas são utilizadas é que aponta o posicionamento das revistas analisadas (por exemplo, a hierarquização das informações - o que é ou não selecionado, o que é considerado relevante ou não). Além disso, como já se disse, nem todos os sentidos foram alterados. Esse fato se deve muito provavelmente porque o gênero notícia requer que o enunciador seja o mais “neutro” possível, impedindo que ele entenda o que “queira”.