logo

Programação do 63º seminário do GEL


63º SEMINáRIO DO GEL - 2015
Título: Um olhar para as relações com o texto em cursos de graduação nas áreas de Ciências da Natureza e Linguagens: o processo de leitura e escrita e os novos suportes tecnológicos
Autor(es): Janaina da Costa Sabino, ELAINE APARECIDA CAMPIDELI HOYOS. In: SEMINÁRIO DO GEL, 63 , 2015, Programação... São Paulo (SP): GEL, 2015. Acesso em: 25/02/2024
Palavra-chave Produo Textual, Suportes Tecnolgicos, Linguagens
Resumo

O trabalho com a leitura, interpretação e produção do texto em sala de aula nos levou a perceber que muitos estudantes chegam ao ensino superior sem os conhecimentos necessários para interpretar e produzir um texto de forma clara e objetiva, seja esse de natureza argumentativa ou simplesmente descritiva, tipos textuais bastante frequentes nos gêneros acadêmicos. Motivadas por uma análise do texto que o considera numa relação entre interlocutores e que é perpassado pelos efeitos das condições de produção, propomos refletir sobre o processo de leitura, interpretação e escrita nas áreas de Ciências da Natureza e Linguagens. Sabemos que é (senso) comum dizer que a debilidade de leitura, interpretação e produção do texto é algo que provêm de um ensino médio ou fundamental precário, mas também buscamos compreender os efeitos das condições de produção no próprio texto. Levando em conta os diferentes suportes e ferramentas da atualidade, como links, hiperlinks, whatsApp, twitter, pretendemos analisar como tais instrumentos interferem na leitura e na escrita, colaborando, de certo modo, para um olhar entrecortado da leitura de um real apresentado e, por consequência, da produção precária do próprio texto. O século XXI incita um novo leitor e produtor de texto e, não se esquecendo de que a leitura e a escrita se adquirem durante um processo contínuo e que, ainda no ensino superior, as mesmas devem ser trabalhadas de modo a ampliar o conhecimento do aluno, buscamos compreender como o professor pode enfrentar os desafios originados com a revolução tecnológica e contribuir para que os seus alunos, a partir de um olhar crítico dos textos interpretados, possam desenvolver a competência leitora e escritora. Nossa proposta, portanto, tem como principal objetivo propor uma reflexão sobre a questão da interferência da tecnologia nos processos de leitura e escrita, tendo por base autores contemporâneos que já iniciaram discussões nessa área e nossas experiências pessoais como professoras universitárias nos cursos de Engenharia e de Ciências Biológicas, em diferentes instituições de ensino.